Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Os 100 jogos de Tiago Nunes: como o técnico fez história e derrubou uma escrita no Athletico
| Foto: Arte: Osvalter Urbinati

20 de abril de 2017. Está lá, escondida no site oficial do clube, a notícia da contratação do novo técnico da categoria sub-19 do Athletico.

Dono de um currículo extenso para um profissional de apenas 37 anos — 22 equipes, em funções diversas —, o gaúcho de cabelos grisalhos foi comedido em sua primeira declaração.

Primeiro, falou sobre a expectativa de viver o dia a dia de um clube com o que há de mais moderno em estrutura e processo de formação de atletas.

Disse ainda que seu objetivo era seguir aprendendo. E que, com sua experiência, esperava acelerar o processo de maturação dos jogadores que chegariam ao profissional.

910 dias depois, Tiago Nunes superou todos os prognósticos. Inclusive os próprios, em qualquer cenário imaginado.

Quem diria que nesta quinta-feira (17), às 21 horas, contra o Fluminense, no Maracanã, ele completará sua 100ª partida à frente do Furacão?

Quem diria, aliás, que ele chegaria à marca centenária como ídolo da torcida e, inegavelmente, como o maior técnico da história do Rubro-Negro paranaense?

Campeão da Copa Sul-Americana em 2018 e da Copa do Brasil em 2019, ele superou o campeão brasileiro Geninho no quesito conquistas.

Nesse período, Nunes também colocou no currículo um título do Campeonato Paranaense, que rendeu o bordão "time de guerra", e uma Copa Levain (antiga Suruga, no Japão).

Comandou o time em jogos históricos na Copa Libertadores, especialmente diante do poderoso Boca Juniors. Enfrentou o River Plate de igual para igual na Recopa.

Ajudou a revelar/firmar jogadores como o zagueiro Léo Pereira, o lateral-esquerdo Renan Lodi, hoje no Atlético de Madri e seleção, o volante Bruno Guimarães, o atacante Pablo, agora no São Paulo, e o goleiro Santos, também na seleção.

Foram 99 jogos, com 51 vitórias, 22 empates e 26 derrotas. A era mais vitoriosa da história do Furacão. A era Tiago Nunes.

Veja abaixo o conteúdo especial com os 10 jogos mais marcantes da trajetória! (aguarde o carregamento)

E, quando a temporada terminar, no dia 7 de dezembro, Tiago Nunes completará outro (grande) feito dentro do Athletico.

Desde 1995, quando Mario Celso Petraglia se tornou o homem-forte do clube, nenhum técnico dirigiu a equipe por uma temporada completa — do início ao fim do ano.

Ou seja, o gaúcho também superou a instabilidade do cargo, uma "tradição" que perdurava no CT do Caju por mais de duas décadas (veja a lista completa abaixo).

A permanência até o fim de 2019 é certa. Apesar de ter recebido ofertas concretas de rivais, Tiago cumprirá o contrato.

A intenção, inclusive, é continuar o trabalho, mas essa tomada de decisão só acontecerá após o retorno de Petraglia, que está internado, à rotina do clube.

Para o acerto ocorrer, claro, o comandante espera uma valorização (e a certeza de mais investimento para brigar pela Libertadores). Esforço que vale a pena? Resposta que qualquer torcedor tem na ponta da língua.

"Acho que o Athletico deveria até rever sua política salarial pra tentar manter esse treinador", opina o colunista da Gazeta do Povo, Mauro Cezar Pereira.

"Perdê-lo só por dinheiro, dependendo de quanto for, será que faz sentido? O Athletico normalmente não entra em disputa nesses casos, mas o processo de crescimento do clube vai passar justamente por investir mais e não só revelar e reciclar jogadores, o que é feito com muita competência", ressalta.

"O Tiago Nunes conseguiu um grande feito. Mesmo sendo um interino que foi efetivado, um cara que veio do próprio clube, só ele executou o que outros técnicos tentaram. E conseguiu isso desenvolvendo uma forma muito própria do time jogar, que é mais avançada, mais competitiva do que impera no futebol disputado no Brasil, o que também é parte do projeto do clube por uma identidade de jogo", reforça Mauro Cezar.

Próximos jogos do Athletico

  • Fluminense x Athletico - 17/10, às 21h   
  • Athletico x Palmeiras - 20/10, às 19h  
  • Athletico x Goiás - 27/10, às 16h
  • Internacional x Athletico - 31/10, às 20h
3 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]