Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
  • Ícone FelizÍcone InspiradoÍcone SurpresoÍcone IndiferenteÍcone TristeÍcone Indignado
Tiago Nunes chora ao falar do carinho dos atleticanos.
Tiago Nunes chora ao falar do carinho dos atleticanos.| Foto: Reprodução Rede Globo

O técnico Tiago Nunes, do Athletico, chorou em uma entrevista exclusiva à Rede Globo ao falar sobre o carinho vindo das arquibancadas. O treinador também relembrou seu início de carreira como treinador, os clubes em que passou, falou sobre os jovens destaques do Athletico e, claro, sobre o duelo contra o Boca Juniors.

>> Jogos decisivos na Libertadores: onde ver online e na TV

“O Athletico acaba sendo o clube que abraçou. E que casou tudo”, disse o treinador às lágrimas. “Eu vejo o Athletico como um clube que eu quero sempre cultivar no coração. Para sempre. E se eu for sair daqui a um período, curto ou longo, que eu tenha sempre uma porta aberta para continuar”, completou em entrevista à RPC, filiada à Globo no Paraná.

>> Tabela da Copa Libertadores 2019

Embora não esteja dito por ele na entrevista, o comandante atleticano não esconde a surpresa pelo carinho recebido junto aos rubro-negros. Ele já declarou, em tom de surpresa, que acha até mesmo desproporcional e comovente a relação afetiva dos fãs.

Há mais de dois anos no clube, com um título Estadual com a equipe de Aspirantes e o título da Sul-Americana com o principal, o treinador é um dos ídolos da torcida atleticana no elenco atual. Apesar da idade, apenas 39 anos, e dos cabelos grisalhos, Tiago Nunes já passou por 22 clubes profissionais do Brasil, em oito estados diferentes. Ele falou sobre um dos perrengues que já passou antes de chegar ao Furacão.

“Teve um clube pequeno em trabalhei em Santa Catarina, o Atlético Camponovense. Neste clube, eu era preparador físico e meu salário era R$ 350,00. E aí o roupeiro foi demitido. Aí eu e massagista decidimos, para ganhar uma grana a mais, começamos a dividir a função. E quando eu fui trabalhar como treinador, todo mundo dizia: Esse é mais um, não vai chegar”, contou.

O treinador também revelou uma conversa que teve com os três jovens destaques do Athletico: Léo Pereira, Renan Lodi e Bruno Guimarães. “Eu já falei para os três: segura até o fim do ano, calma, tem muita coisa para acontecer com vocês ainda. Mas isso vai acontecer uma hora ou outra, porque o mercado é muito agressivo neste sentido”, afirmou, esperando contar com os três até o final da temporada.

Tiago Nunes ainda falou sobre seu nervosismo em enfrentar uma das grandes equipes Sul-Americanas. “Muito. O tempo todo nervoso. Mas é um nervoso de ansiedade, de poder viver um momento tão importante”, finalizou. O duelo contra o Boca Juniors será na quinta-feira (9), às 21h30, na La Bombonera, em Buenos Aires.

Camisa vinho campeã sul-americana

“A camisa vinho ela conquistou alguma coisa, então vamos deixar ela imortalizada, quieta. Porque se eu resgatar ela e começar a perder, acabou a magia dela. Vamos pensar que foi ela que fez tudo acontecer. Vamos deixa ela lá, já está na minha parede, no meu quadrinho”.

Grama sintética

“Os caras já vêm preocupados, antes de se preocuparem com o Athletico, com a grama sintética e criando desculpas por causa do gramado. E aí facilita nosso serviço. Eles vêm aqui, marcando lá atrás, preocupados com o gramado sintético, quando eles acordam já estão tomando dois. Jogado ruim reclama, porque a bola é rápida. E para dominar a bola rápida, você tem que ter mais qualidade. Então, jogador ruim sempre reclama do grama sintética. E jogador bom adora, porque você não precisa olhar para a bola, onde ela vai ir”.

Tiago Nunes também respondeu questionamentos rápidos

Libertadores? Sonho

Recopa? Meta

Campeonato Brasileiro? Libertadores

Sonho profissional, trabalhar no Brasil ou fora? Ser feliz

Mário Celso Petraglia? Empreendedor

Fernando Diniz? Criatividade

Futebol Brasileiro? Paixão

10 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]