i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
pós 6 a 2

Atlético tenta esquecer surra para buscar sobrevivência na Libertadores

  • PorFernando Rudnick
  • 14/05/2017 20:07
Weverton, capitão do Atlético. | Pedro Serapio/Gazeta do Povo
Weverton, capitão do Atlético.| Foto: Pedro Serapio/Gazeta do Povo

O Atlético decidirá sua vida na Libertadores no pior momento possível. Depois de ser goleado por 6 a 2 pelo Bahia neste domingo (14), em Salvador , na estreia do Brasileiro, o Furacão chegou a cinco partidas sem vitórias em 2017.

E se ao menos marcou pela primeira vez após quatro jogos de jejum, a equipe comandada por Paulo Autuori agora acumula 12 gols sofridos nessa sequência negativa.

Às vésperas do jogo dessa quarta-feira (17), às 21h45, contra a Universidad Católica, no Chile, o grupo rubro-negro precisa virar a página. Mesmo abertamente abalado pelo desastre na Fonte Nova.

TABELA: confira a classificação dos grupos e os resultados da Libertadores 2017

“Essa situação de abalar, ela abala, logicamente. Agora, têm aqueles que querem não se abalar e outros que podem não se abalar. É capacidade, não é escolha”, argumenta Autuori.

“Temos que tomar vergonha na cara”, dispara Nikão após derrota atleticana

Leia a matéria completa

“Temos um jogo que não tem nada a ver com o Brasileiro, que vale a passagem à próxima fase da Libertadores. Então vamos analisar isso e depois desse jogo vamos voltar a fazer o que fizemos na temporada passada”, prossegue o treinador, lembrando da estreia atleticana no último Nacional.

Há exato um ano, o Furacão foi goleado pelo Palmeiras por 4 a 0, em São Paulo. Apesar do início desastroso, o elenco conseguiu dar a volta por cima, classificando-se à principal competição continental com a sexta colocação na Série A.

Só que ao contrário da atual temporada, na qual perdeu o Estadual para o Coritiba, em 2016 o clube comemorou a taça regional com um placar agregado de 5 a 0 sobre o rival no ano passado.

E tomar quatro gols em sete minutos contra o Bahia, mesmo que com um time repleto de reservas, não ajuda.

Contra a Católica, o Furacão precisa vencer para garantir sua classificação. Se empatar, é obrigatória uma vitória do Flamengo sobre o San Lorenzo, na Argentina. O atacante Pablo e o meia Carlos Alberto, que também ficaram fora da goleada, ficam à disposição. Já o zagueiro Thiago Heleno, suspenso, está fora da partida em Santiago.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.