Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

PUBLICIDADE

brasileirão

Diniz defende esquema do Atlético e diz: “Não penso em pedir demissão”

  • Vinicius Cordeiro, especial para a Gazeta do Povo
Fernando Diniz não pensa em pedir demissão do Atlético apesar da má fase do time no Brasileirão | Henry Milleo/Gazeta do Povo
Fernando Diniz não pensa em pedir demissão do Atlético apesar da má fase do time no Brasileirão Henry Milleo/Gazeta do Povo
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

Intensamente criticado pela torcida, o técnico do Atlético, Fernando Diniz, não pensa em pedir demissão do clube.

>> TABELA: confira todos os jogos do Brasileirão

Mesmo com a derrota por 1 a 0 diante o São Paulo, neste sábado (9), selando o fim do tabu histórico do Furacão dentro da Arena da Baixada contra os paulistas e mantendo o time na zona de rebaixamento do Brasileirão, o comandante rubro-negro não amoleceu diante das críticas da torcida ao longo da partida.

“Não penso em pedir demissão. Ao contrário, penso em trabalhar mais e dar a solução do time. É saber suportar isso, temos de ser firmes. Na hora que eu achar que esgotou e eu não tenho condição de dar resultado para o time, claramente eu pediria para sair. Mas não é o caso. Penso em lutar e fazer o time dar certo”, disparou Diniz.

O treinador foi alvo da torcida no revés para o São Paulo. Cantos como “pede para sair”, “time sem vergonha” e outros xingamentos foram entoados na Baixada. Além disso, parte dos 9.323 torcedores presentes ainda gritaram o nome de Tiago Nunes, técnico campeão estadual pelo Furacão com o time de aspirantes.

/ra/pequena/Pub/GP/p4/2018/06/09/Esportes/Imagens/Cortadas/WhatsApp Image 2018-06-09 at 5.54.30 PM-kCfC-U2034900940785DB-1024x341@GP-Web.jpeg
Henry Milleo/Gazeta do Povo

Apesar disso, Diniz afirmou entender a posição da torcida e defendeu o sistema de jogo adotado por ele. “A torcida tem que me vaiar mesmo. Eu estou aqui para ser vaiado. Com a campanha que estamos fazendo, não posso querer outra coisa.O sistema faz parte da solução do time, isso eu tenho certeza. Não tem uma coisa que é muito boa há 40 dias e depois ela é péssima. Eu tenho convicção de que é bom”, completou.

Nos últimos 13 jogos da equipe, o Rubro-Negro venceu apenas uma, 2 a 0 sobre o Santos pela 8.ª rodada do Brasileirão. Agora, o Atlético é o 17.º colocado e amarga a zona do rebaixamento, sabendo que ainda pode perder posições até o final desta 11.ª rodada.

O próximo confronto atleticano é contra o Botafogo. O jogo acontece às 21h da próxima quarta-feira (16), no Engenhão.

o que você achou?

8 recomendações para você

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Esportes

PUBLICIDADE