Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
  • Ícone FelizÍcone InspiradoÍcone SurpresoÍcone IndiferenteÍcone TristeÍcone Indignado
Faixa orientando os atacantes a fazer gol na Arena da Baixada. | Jonathan Campos/Gazeta do Povo
Faixa orientando os atacantes a fazer gol na Arena da Baixada.| Foto: Jonathan Campos/Gazeta do Povo

Sem vencer na Arena há quatro jogos, a torcida do Atlético criou uma faixa para “instruir” os atacantes a marcar gol em casa. A brincadeira começou neste domingo (28), no empate em 1 a 1 com o Flamengo - justamente o último adversário que o Furacão venceu na Baixada, pela Libertadores, no dia 26 de abril. Essa é a quarta partida do Furacão sem vitória na Arena.

LUIZ A. XAVIER: minha despedida do Caderno de Esportes

Apoio da torcida ao taque rubro-negro. Jonathan Campos/Gazeta do Povo

Com a palavra “Chute” e duas flechas indicando o gol adversário, a faixa ficou no primeiro tempo atrás da meta do goleiro Alex Muralha, no meio da torcida Os Fanáticos. No segundo tempo, ela mudou de lado para novamente ficar atrás da meta flamenguista, indicando onde os avantes atleticanos deveriam arrematar.

Na estreia de Eduardo Baptista, Atlético empata em casa com o Flamengo

Leia a matéria completa

Além da faixa, a torcida também prestou apoio ao atacante Grafite. Muito cobrado nos últimos jogos pela torcida do Atlético, teve o apoio da arquibancada mesmo quando perdeu um gol aos 41 minutos do primeiro tempo, chutando na trave, quando a torcida gritou o nome do jogador de 38 anos.

Entre os gritos de “eliminado” ´para provocar os cariocas, que não se classificaram no mesmo grupo do Furacão na primeira fase da Libertadores, a torcida seguiu apoiando os jogadores no segundo tempo, mesmo com queda de rendimento de Grafite, por exemplo.

Outro detalhe que chamou atenção foi o apoio da torcida para o recém-contratado Ederson, que voltou a estrear pelo clube após ser o artilheiro do Brasileiro de 2013. Ao entrar em campo, os gritos de incentivo foram muitos diante da expectativa pelo retorno do atacante. Não só para Ederson. Ao dar lugar para o recém-contratado, Grafite teve novamente o nome gritado pelo torcedor.

Grafite recebeu apoio da torcida na partida com o Flamengo. Jonathan Campos/Gazeta do Povo
Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]