Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

Atualizado em 18/01/2007, às 17h

O goleiro João Carlos, do Atlético, foi um dos responsáveis diretos pela vitória do Furacão contra o Porto-PE nas disputas das oitavas de final da Copa São Paulo de Juniores. Depois de defender três cobranças de pênalti na última terça-feira, garantindo a classificação do seu time para as oitavas de final (3 a 2 no placar final dos pênaltis contra o Taubaté-SP), o camisa 1 Rubro-Negro defendeu nova penalidade e também contou com a sorte no novo sucesso atleticano: 4 a 2 (1 a 1 no tempo normal).

O Furacão começou a partida jogando melhor e aproveitando o bom entrosamento que a equipe conseguiu nas primeiras rodadas da Copa SP. O foi pressionando e aos 26 minutos de jogo abriu o placar. Rafael Ricardo cruzou da esquerda para a área e Fernando Mineiro apareceu para completar para as redes.

Durante a segunda etapa o time do Porto, considerado uma das revelações da competição melhorou e aos poucos foi "amadurecendo" o gol do empate. A pressão funcionou e aos 32 minutos do 2.º tempo Airton cobrou falta com categoria e acertou o canto direito do goleiro João Carlos, sem chance de defesa para empatar o jogo.

Nas cobranças de pênalti o Atlético começou mal, já que Gerônimo chutou para fora a primeira tentativa. Joelson, ao contrário do jogador atleticano, chutou forte para abrir a contagem. O Atlético abriu o placar com Eduardo Salles e na cobrança seguinte brilhou a estrela do goleiro João Carlos. Atento, o camisa 1 voou no chute de Rodolfo e evitou o gol do Porto. Em seguida Fernando Mineiro, Gabriel e Douglas Maia marcaram para o Furacão, enquanto Leandro marcou e Paulista chutou na trave, desperdiçando a chance de gol para o Porto.

Para a próxima fase, as quartas de final (com os oito melhores times), o Atlético enfrenta o Bahia, que se classificou nos pênaltis contra a Ponte Preta.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]