Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

PUBLICIDADE
  1. Home
  2. Esportes
  3. "Caiu hoje a ficha de que sou campeã mundial", diz Rosilete Santos

Boxe

"Caiu hoje a ficha de que sou campeã mundial", diz Rosilete Santos

Pugilista paranaense, campeã mundial no último sábado, desfila em carro aberto em Castro–PR e é recebida com festa

  • Angelo Binder
Rosilete sobe ao ringue em Castro para comemorar ano do título inédito |
Rosilete sobe ao ringue em Castro para comemorar ano do título inédito
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

"Caiu hoje a ficha de que sou campeã mundial", diz Rosilete Santos

A boxeadora Rosilete Santos, 33 anos, comemora o título mundial conquistado no último sábado (14), em São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba. Nesta quarta-feira (17), a paranaense desfila em carro aberto em sua terra natal, a cidade de Castro, no interior no Paraná. "Caiu hoje a ficha de que sou campeã mundial, que cheguei lá depois de muito trabalho", disse à Gazeta do Povo, por telefone.

"Acabei de passar em frente a uma casa em que trabalhei como doméstica e veio um filme na minha cabeça", completou a pugilista, que deixou Castro há nove anos em busca do sonho de ser campeã mundial.

Rosilete venceu argentina Paula Monteiro, no sábado passado, e ocupa a 10ª posição no ranking da sua categoria, a 54 kg. Com o triunfo, ela se tornou a primeira mulher brasileira a ter um título mundial de boxe.

Defesa do título até março de 2009

Apesar da comemoração, pelo feito inédito para o boxe brasileiro, Rosilete sabe que precisa voltar aos treinos o quanto antes. Com o cinturão de campeã, ela tem um prazo de seis meses para marcar uma nova luta e pôr o título mundial em jogo. Antes disso, a boxeadora pretende fazer apresentações amistosas e realizar um sonho antigo de subir ao ringue em Castro. "Tenho o sonho de lutar em casa, onde comecei. Até março tenho de colocar o cinturão em disputa", afirmou.

Uma nova realidade

O título deve render bons frutos à paranaense. Agora, ela deixa a condição desafiadora e passa a condição de adversária a ser batida. A expectativa do preparador Macaris do Livramento é de que convites internacionais possam surgir em breve. “Recebemos alguns contatos treinar no exterior, isso significaria uma fase importante para a manutenção do título”, disse.

8 recomendações para você

deixe sua opinião

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE