i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Futebol no Brasil

CBF define período de férias e prevê retorno de clubes aos treinos em 21 de abril

  • PorGazeta do Povo
  • 26/03/2020 19:46
CBF define período de férias e prevê retorno de clubes aos treinos em 21 de abril
| Foto: Lucas Figueiredo, Divulgação CBF

Em reunião nesta quinta-feira (26) com representantes de clubes das quatro divisões nacionais, a CBF estabeleceu uma previsão do retorno dos atletas aos treinos: dia 21 de abril.

A data ainda não é oficial, já que depende diretamente da situação da pandemia do novo coronavírus. O cenário será reavaliado cinco dias antes, em 15 de abril. O futebol está parado no Brasil desde 16 de março, quando a maioria dos estaduais decidiram suspender as competições.

Os clubes, por sua vez, definiram férias coletivas aos atletas a partir da próxima quarta-feira, 1º de abril, até dia 20 do mesmo mês. Eles usam como base a Medida Provisória 927, sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro na semana passada.

Desta forma, a proposta de acordo coletivo que previa 30 dias de férias e nenhum corte salarial trazida pela Federação Nacional dos Atletas Profissionais de Futebol (Fenapaf) foi rejeitada.

Agora, cada clube está liberado para negociar uma eventual redução dos salários diretamente com os jogadores, o que já começou com alguns times da Série B, como o Paraná. A oferta era de 25% de redução, considerada necessária para minimizar as perdas dos times.

"Ficou definido apenas a concessão de férias. São 20 dias agora e reavaliação da situação no dia 15 de abril. Lá se avalia novamente o quadro. Sobre a questão salarial, não houve nenhuma resposta definida. Cada clube vai definir com seus jogadores. Até porque são realidades muito diferentes", afirmou o secretário-geral da CBF, Walter Feldman.

Sobre o futuro do calendário 2020, Feldman disse que os clubes pediram manutenção dos pontos corridos no Brasileirão e que a ideia da entidade é não alterar os campeonatos. O futuro dos estaduais, por outro lado, segue em aberto.

"Não tem como nesse momento dizer isso [destino dos estaduais]. O desejo já manifesto é de cumprir o calendário. Apertar, ajustar, como vai ser feito, não é possível saber", disse o secretário-geral.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.