Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
  • Ícone FelizÍcone InspiradoÍcone SurpresoÍcone IndiferenteÍcone TristeÍcone Indignado

É,positivamente o Atlético prefere optar pelas grandes emoções. Entregou uma vitória certa em casa e ontem, brilhantemente, foi buscar os pontos que precisava jogando em Almagro, na grande Buenos Aires. E ainda com uma ironia, daquelas de pregar peça no torcedor. O gol foi fruto da combinação de jogada entre os dois jogadores mais criticados nas arquibancadas. Da boa jogada de Sidcley pela esquerda veio o passe perfeito, colocado na cabeça de Lucho González para a finalização implacável.

Lucho González e Weverton garantem vitória do Atlético contra o San Lorenzo

Leia a matéria completa

Resultado importante, pois esse gol foi logo de pronto, num dos primeiros lances de ataque da partida. Dali em diante o Atlético teve inteligência para segurar o resultado com jogadas equilibradas lá do meio de campo em diante, sem atrair o San Lorenzo para seu próprio campo. Tanto que as sempre efetivas intervenções de Weverton não foram nada além da rotina de um goleiro. E o ataque rubro-negro ainda teve chances não aproveitadas. Agora as contas estão novamente em ordem. Dois jogos, quatro pontos. Na conta de dez como número mágico para a classificação na Libertadores, está tudo sob controle.

O favorito é o outro

Matreiro, o técnico Wagner Lopes põe o ASA como favorito para a partida de hoje. Boa jogada, pois os próprios alagoanos se consideram à frente do Paraná neste primeiro encontro do confronto eliminatório pela Copa do Brasil. Afinal de contas, vêm de uma significativa classificação, eliminando o Coritiba em pleno Alto da Glória e por vitória de 2 a 0.

Mas o técnico tricolor sabe muito bem que seu posicionamento é todo da boca pra fora. Pra repercutir e passar a impressão de se tratar de um time humilde, à espera de uma boa surpresa para o jogo deste noite, em Arapiraca. Para seus comandados, certamente a conversa tem sido diferente.

Com aproveitamento de ‘campeão da Série B’, Paraná encara ASA fora de casa

Leia a matéria completa

O Paraná começou a temporada muito bem, mas, prudentemente, tem evitado a euforia. Afinal de contas, poderia ser até um fator de desconcentração de um grupo que está todo focado em apresentar o melhor em campo. Não é de graça o líder disparado do Campeonato Paranaense e nem foi de favor que se classificou para esta etapa do torneio nacional – aí sim, contra o favorito Bahia.

Deixando à parte a péssima apresentação do Coritiba naquele embate, a classificação do ASA também se deveu aos bons predicados de alguns de seus jogadores e a uma boa concepção tática por parte de seu treinador, o inteligente Maurílio Silva, ex-jogador e até hoje ídolo do próprio Paraná.

O empate pode até ser considerado bom para os paranistas. Desde que haja gols, pois o 0 a 0 permitiria aos alagoanos jogarem por aqui por qualquer empate. Se der vitória, melhor ainda.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]