Boulahrouz, ou simplesmente Boula, como é chamado pelos companheiros, estava bem no minicoletivo da Holanda no início da tarde desta terça-feira, no Wits Rugby Stadium, em Johannesburgo. Mas bastou o zagueiro reserva dominar uma bola fácil sem jeito, torcer o tornozelo e cair no chão para o trauma do efeito Robben voltar à cabeça dos jogadores da Holanda.

Quase todo o grupo correu para ajudar o companheiro. A cena provocou apreensão e centenas de cliques nos fotógrafos que estavam no local. Atendido pelo médico da seleção, o defensor do Stuttgart deixou o gramado mancando e com uma bolsa de gelo no local machucado.

O medo de uma nova lesão se justifica. No último sábado, Arjen Robben, um dos astros da equipe, machucou a coxa no fim do amistoso contra a Hungria – também em um lance simples, ao tentar dar um passe de letra - e ainda não chegou à África do Sul.

O atacante do Bayern de Munique é aguardado neste fim de semana e, segundo jornalistas holandeses, só deve ter condições de jogo na segunda fase. Mesmo assim, o técnico Bert van Marwijk o confirmou na lista de convocados.

A Holanda está no Grupo E e estreia na Copa do Mundo no dia 14 de junho, no Soccer City, em Joanesburgo. Camarões e Japão completam a chave.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]