Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

Na véspera da partida com Honduras, a seleção espanhola evitou entrar em conflito com o treinador que a levou ao título da Eurocopa em 2008: Luis Aragonés. Depois da derrota para a Suíça na estreias da Copa do Mundo, o técnico criticou duramente o desempenho da equipe comandada por Vicente del Bosque.

Para Aragonés, Del Bosque escalou mal o time, demorou demais para fazer substituições e a partida foi encarada da forma errada pela Fúria. O zagueiro Puyol disse que a voz do ex-treinador deve ser respeitada.

"Ele sabe muito de futebol e temos que respeitar as opiniões Quando não se vence, algo tem tem que ser feito. Não fomos mal no jogo, tivemos chances de marcar, mas eles souberam aproveiar a deles. No futebol, precisamos sempre melhorar", disse o jogador do Barcelona.

O goleiro Reina, reserva de Casillas, concorda com o companheiro: "Cada um tem sua opinião e é livre para expressá-la".

Atual comandante da Fúria, Del Bosque afirmou que acredita ter o apoio da maioria dos torcedores e agradeceu pelas mensagens que recebeu após a derrota. Para ele, as críticas da imprensa até agora não foram injustas.

"Até na vitória é difícil ter todos a seu favor. Foi uma derrota que não esperávamos. A crítica deve ser livre, justa. E não me considero mal tratado, nem a seleção", concluiu.

Na segunda-feira, a Espanha pega Honduras pela segunda rodada do Grupo H, às 15h30m (de Brasília).

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]