i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Tecnologia

Fifa avisa que uso de chip na bola deve voltar à pauta em outubro

Presidente Joseph Blatter reafirma que é contra a ajuda da tecnologia, mas abre espaço para "bola inteligente"

  • PorGloboEsporte.com / Globo.com
  • 12/07/2010 09:39

O gol que a Inglaterra marcou, mas não levou, contra a Alemanha, talvez não mudasse a história daquele jogo. Mas pode, sim, mudar a história das regras do futebol. Depois do erro grosseiro da arbitragem, que não viu a bola quicar 33 centímetros após a linha do gol, a pressão sobre o uso da tecnologia cresceu. E pode surtir algum efeito em outubro, em reunião da International Board, responsável pelas regras do futebol.

Um dos oito membros da comissão, o presidente da Fifa, Joseph Blatter, admitiu que o próximo encontro da International Board terá uma discussão sobre a "bola inteligente". O mecanismo seria útil para tirar dúvidas sobre se a bola cruzou ou não a linha do gol.

"O mundo inteiro discutiu esse gol que não foi dado para a Inglaterra contra a Alemanha. Por isso, vamos reabrir o debate sobre a tecnologia na linha do gol e na bola. Vai haver um encontro em Cardiff (País de Gales), em outubro, e colocaremos o assunto na agenda", afirmou.

Blatter repetiu que a discussão será apenas em torno da bola inteligente. Ele disse que não é favorável a nenhuma outra forma de utilização da tecnologia no futebol.

"Os erros são o aspecto humano do jogo. Se ele passar a ser controlado apenas pela ciência, não haverá mais discussão. Vamos, claro, anotar todos os comentários e levá-los em consideração. Mas, de novo, é importante preservar a face humana do jogo. O futebol tem erros dos jogadores, da arbitragem, é assim que ele é feito", argumentou.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.