Não há desinfetante como a luz do sol. | Albari Rosa/Gazeta do Povo – Enviado especial
Não há desinfetante como a luz do sol.| Foto: Albari Rosa/Gazeta do Povo – Enviado especial
  • Veja o palpite de Paulo Baier para os resultados da Copa

Barrados no baile...

Um grupo de dez torcedores argentinos, conhecidos como "barra bravas", foi detido ontem no aeroporto de Johannesburgo. Motivo? Tumulto e bagunça no avião. Os membros da torcida juvenil do Boca Juniors não tiveram autorização para entrar na África do Sul. Passaram a noite no terminal e ganharam de quebra o apelido de "hooligans argentinos".

... de volta para casa

E o que é pior, terão de retornar hoje a Buenos Aires. Após inves­­tigação, o serviço de segu­­rança sul-africano descobriu que um dos líderes do grupo tinha pas­­sagem pela polícia por envolvi­­mento com assassinato.

Mas por aqui...

Argentinos que entraram no país se envolveram em confusões nas ruas de Pretória, cidade escolhida por Maradona para abrigar a seleção. No fim de semana alguns acabaram na delegacia.

Ao pé do ouvido

O presidente corintiano e chefe da delegação brasileira na África, Andrés Sanchez, colou nos jornalistas que estavam no voo para a Tanzânia. Segundo ele, "para falar do Corinthians".

Rendeu

Para o dirigente, a imprensa só faz fofocas e os clubes serão cada vez mais fechados de agora em diante. A experiência na CBF estaria fazendo-o "apren­­der" isso. A conversa só parou quando o auxiliar-técnico Jorginho parou ao lado e ficou ouvindo o papo.

Assaltos

Dois jornalistas brasileiros sentiram na pele os perigos da Tanzânia. Fernando Young, cinegrafista da Nestlé, perdeu a carteira em frente ao Estádio Nacional. Já o fotógrafo An­­tônio Scorza, da France Press, teve o táxi invadido por ladrões.

Efeito Coreia

Meio ressabiados, os sul-africanos acreditam que o "fator apito" pode ajudar a seleção de Parreira no Mundial. Apostam que a Fifa irá influenciar para que os Bafana Bafana avancem, repetindo a tática usada com a Coreia do Sul em 2002.

Rivalidade com sotaque

O staff da seleção portuguesa não foi muito cordial com os jornalistas brasileiros. Questionado sobre os detalhes do amistoso de hoje contra Moçambique, um dos integrantes do departamento de comunicação foi curto e grosso: "Não sei. Aqui nós só pensamos em jogar". Já outro mandou que se abrisse a página oficial da Federação Portuguesa para buscar a informação.

Retranca pior que a de Dunga

O guia oficial da Fifa sobre a Copa conseguiu fazer o time brasileiro ficar ainda mais defensivo. Na escalação, a defesa do time de Dunga aparece com uma linha formada por Maicon, Lúcio, Juan e Luisão. Isso mesmo, com o zagueiro Luisão na lateral-esquerda.

Desinformante

Está difícil confiar no site da Fifa. Ontem, de acordo com a página, o treino de Portugal deveria ser aberto ao públi­­co. Mas nem os jornalis­­tas tiveram acesso. Antes, o Fifa.com anunciou o amistoso entre África do Sul e Dina­­marca no Soccer City, em Johannesburgo. A partida, porém, ocorreu a mais de 100 quilômetros do estádio, em Pretória.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]