Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
  • Ícone FelizÍcone InspiradoÍcone SurpresoÍcone IndiferenteÍcone TristeÍcone Indignado
Meia alemão Reus foi a última vítima das contusões às vésperas da Copa | EFE
Meia alemão Reus foi a última vítima das contusões às vésperas da Copa| Foto: EFE

O presidente da Fifa, Joseph Blatter, culpou o excessivo número de jogos pela onda de contusões importantes de jogadores às vésperas da Copa do Mundo.

Nos últimos dias, três atletas de primeiro escalão foram cortados do Mundial: os meias-atacantes Marco Reus (Alemanha) e Franck Ribéry (França) e o centroavante Radamel Falcao García (Colômbia). "É uma temporada muito longa. São muitas competições e sempre os mesmos jogadores", afirmou o mandatário.

Além do trio citado acima, outros craques convivem com lesões que ameaçam suas participações na Copa. O português Cristiano Ronaldo, eleito o melhor do mundo em 2013, enfrenta uma tendinite no joelho esquerdo e uma lesão na coxa direita.

O uruguaio Luis Suárez passou no fim de abril por uma artroscopia no joelho esquerdo, mesma cirurgia da qual o volante chileno Arturo Vidal tenta se recuperar.Tentando minimizar as contusões e problemas físicos, a Fifa determinou que todos os jogadores da Copa, com exceção dos que disputaram a final da Liga dos Campeões da Europa, tivessem uma semana sem jogos após o fim da temporada por seus clubes.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]