Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Gonzalo Jara, zagueiro chileno, diz que a seleção do seu país está mais experiente | EFE / Paulo Fonseca
Gonzalo Jara, zagueiro chileno, diz que a seleção do seu país está mais experiente| Foto: EFE / Paulo Fonseca

O zagueiro chileno Gonzalo Jara afirmou nesta segunda-feira (9) que a seleção de seu país chega melhor preparada a esta Copa do Mundo que há quatro anos, pela experiência que a maioria dos jogadores acumula no futebol europeu.

"O Chile está um pouco mais maduro que em 2010 e isso será bom, mas é preciso ter a cabeça fria porque cada Mundial é totalmente diferente", disse Jara em entrevista coletiva na Toca da Raposa, em Belo Horizonte, onde os chilenos estão concentrados.

"A equipe chega muito melhor preparada, com mais experiência e com jogadores que estão em boas equipes", acrescentou o zagueiro do Nottingham Forest, da Inglaterra.

Sobre a seleção da Austrália, o rival do Chile na próxima sexta-feira (13) em Cuiabá, o jogador declarou que conhece vários de seus jogadores, e destacou ao atacante Tim Cahill, que enfrentou no futebol inglês.

Muitas das perguntas dos jornalistas foram a respeito da situação de Arturo Vidal, que segue recuperando-se de uma operação de joelho e ainda não treina junto com a equipe.

Jara disse que seu companheiro está animado e ressaltou que, se não se recuperar a tempo para o jogo de sexta (13), como parece provável, torcerá para que possa enfrentar a Espanha no dia 18.

O outro jogador que falou com os jornalistas foi o meia Marcelo Díaz, que encheu de elogios Felipe Gutiérrez, o provável substituto de Vidal no time titular.

"Felipe é um dos mais jovens, mas tem muita experiência. Joga há anos na Europa e isso ajuda. Não teve muita rodagem nas Eliminatórias ao Mundial, mas ganhou seu espaço no último momento", destacou.

Além disso, o meia, que não quis revelar detalhes táticos do trabalho do treinador Jorge Sampaoli, se mostrou convencido que o bom futebol será a tônica geral desta Copa.

"Há grandes jogadores que passam por bons momentos. O Brasil tem o Neymar, a Argentina tem o Messi e na Espanha, o Iniesta. Penso que o futebol será muito vistoso", concluiu.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]