i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Olimpíadas

Coronavírus pode fazer Jogos de Tóquio serem adiados para final de 2020; COI nega

    • Estadão Conteúdo
    • 03/03/2020 11:41
    Coronavírus pode fazer Jogos de Tóquio serem adiados para final de 2020; COI nega
    | Foto: Fabrice COFFRINI / AFP

    O surto global do novo coronavírus, denominado Covid-19, segue causando problemas e gerando dúvidas para a realização de eventos esportivos. Nesta terça-feira, o governo do Japão admitiu a hipótese de adiar os Jogos Olímpicos de 2020, em Tóquio, que começam em 24 de julho, para o final do ano por causa da doença, que já atingiu 274 pessoas e matou ao menos 6 no país.

    O Comitê Organizador tem fugido da possibilidade de adiar o evento devido ao risco do coronavírus. Segundo Seiko Hashimoto, ex-patinadora e ministra das Olimpíadas no Japão, o contrato com o Comitê Olímpico Internacional (COI) prevê que o evento seja realizado em 2020. Na interpretação da organização dos Jogos, a afirmação abriria a possibilidade de um adiamento da competição em alguns meses.

    "O COI tem o direito de cancelar os Jogos somente se eles não ocorrerem dentro de 2020. Isso pode ser interpretado como a possibilidade dos Jogos serem adiados, contanto que sejam realizados durante esse ano", explicou Seiko Hashimoto, em resposta durante uma audiência do Parlamento japonês nesta terça-feira.

    A ministra, no entanto, acrescentou que o governo "está fazendo de tudo" para garantir que os Jogos Olímpicos aconteçam dentro das datas planejadas, entre 24 de julho e 9 de agosto. Já o presidente do COI, o alemão Thomas Bach, rechaçou a hipótese de adiamento e garantiu que a Olimpíada começará no dia programado

    "O COI está totalmente determinado a fazer com que os Jogos ocorram com sucesso a partir de 24 de julho e até 9 de agosto", declarou o dirigente nesta terça-feira ao abrir a reunião do Comitê Executivo da entidade, em Lausanne, na Suíça.

    Diversos eventos-teste para a Olimpíada foram cancelados em meio ao surto do coronavírus no país. O canadense Dick Pound, vice-presidente do COI, foi quem sugeriu que os Jogos de Tóquio-2020 pudessem ser cancelados se a contaminação do vírus seguisse aumentando.

    Até o momento, o novo coronavírus já contaminou mais de 91 mil pessoas em todo o mundo e fez mais de 3,1 mil vítimas. O balanço no Japão desconsidera os 706 casos e seis falecimentos ligados ao navio Diamond Princess, que estava em quarentena na Baía de Yokohama.

    Deixe sua opinião
    Use este espaço apenas para a comunicação de erros
    Máximo de 700 caracteres [0]

    Receba Nossas Notícias

    Receba nossas newsletters

    Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

    Receba nossas notícias no celular

    WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

    Comentários [ 0 ]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.