Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
  • Ícone FelizÍcone InspiradoÍcone SurpresoÍcone IndiferenteÍcone TristeÍcone Indignado
 | Divulgação / Coritiba FC
| Foto: Divulgação / Coritiba FC
  • Campanha mostra imagens de jogadores e torcedores unidos, prontos para a
  • Zagueiro Dirceu
  • Volante Leandro Donizete
  • Zagueiro Jeci
  • Meia Pedro Ken

A cada dia dessa semana o confronto entre Coritiba e Fluminense ganha status de final de campeonato. A meta não é o título – que será disputado na última rodada por Flamengo (favorito), Palmeiras, Internacional e São Paulo – mas sim evitar um trágico rebaixamento para a 2ª divisão do Campeonato Brasileiro. Dois anos depois da volta triunfal à elite, a queda é tida como impensável, principalmente no ano em que o Coxa completa 100 anos.Força e apoio das arquibancadas estão garantidos, afinal em dois dias todos os ingressos para os setores mais populares do estádio Couto Pereira foram vendidos. Além disso, a torcida prepara a sétima edição do Green Hell – show de fogos, fumaça, papel picado e muito verde e branco que recepciona os jogadores no início dos jogos.

Entrando no clima de confiança e motivação para a partida contra o Fluminense, o Coritiba lançou uma nova campanha de marketing por intermédio do seu site oficial. Intitulada "A Hora é Essa", a corrente positiva pretende atingir em cheio na motivação dos jogadores para que a vitória seja o único objetivo de domingo, a partir das 17h, no Couto Pereira (veja quem apita o jogo contra o Fluminense).

Imagens com fotos de torcedores comuns, jogadores atuais e ídolos do passado foram preparadas para a campanha. A idéia é que todos se vistam como se fossem à guerra, no sentido figurado, para que a vitória aconteça e o time consiga apagar a péssima campanha da temporada com a manutenção do time na elite. Mobilização semelhante acontece às vésperas da semifinal da Copa do Brasil, coincidentemente a primeira edição do Green Hell.

Entre os atletas, os zagueiros Dirceu e Jeci, o volante Leandro Donizete, o meia Pedro Ken, o atacante Ariel, além do ídolo do passado Dirceu Krüger, emprestaram suas imagens à campanha. "É fantástico ver essa mobilização e sentir esse carinho. É muito bom e incentiva a gente desde antes do jogo", disse o zagueiro Jeci, que faz tratamento intensivo e tenta se recuperar de uma lesão no joelho para estar em campo domingo.

A equipe que organiza o Green Hell vai pintar a cara de pelo menos 25 mil torcedores, assim como as imagens da campanha sugerem. "Estaremos juntos até o fim, sempre estivemos e vamos fazer a diferença no domingo. Temos que ganhar a qualquer custo" disse Aluizio de Lima Barbosa, um dos torcedores que participaram da campanha.

O time

O técnico Ney Franco decidiu esperar até sexta-feira para saber se poderá ou não contar com o zagueiro Jeci. Neste dia o jogador fará uma nova avaliação para saber se vai para o jogo. Se não conseguir, Dirceu e Cleiton brigam pela vaga. A outra da zaga será ocupada por Pereira, que volta de suspensão.

Na lateral esquerda mora a outra dúvida de Ney Franco. Luciano Amaral, titular da equipe, está suspenso e poderá ser substituído por Guaru ou até por Carlinhos Paraíba, numa possível alteração de esquema tático.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]