Após mais de uma semana sem informações oficiais sobre o quadro clínico do alemão Michael Schumacher, a empresária do ex-piloto de Fórmula 1, Sabine Kehm, se pronunciou nesta sexta-feira, através de um comunicado, sobre as condições do alemão e disse que a situação é "estável", mesmo que não tenha dado maiores detalhes sobre o dono de sete títulos mundiais, em estado de coma induzido desde a sua internação.

Pela primeira vez, porém, o comunicado sobre o estado de Schumacher não traz a palavra "crítica" para descrever a condição do ex-piloto, que se acidentou no dia 29 de dezembro, quando esquiava no Alpes franceses, e bateu com a cabeça em uma pedra, o que provocou graves lesões cerebrais.

"A família de Michael está muito contente e confiante com o trabalho do grupo de médicos que atende a Michael, e confiam plenamente neles. A condição de Michael, todavia, é considerada estável", afirmou Kehm.

A declaração da empresária foi a primeira desde que a esposa de Schumacher, Corinna, fez um apelo pedindo para que família fosse deixada em paz, no dia 7 de janeiro.

Maior campeão da história da Fórmula 1, com sete títulos mundiais conquistados, sendo dois pela Benetton e cinco pela Ferrari, Schumacher se aposentou definitivamente do automobilismo em 2012, após somar 91 vitórias.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]