Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

Único piloto a presenciar o acidente de Jules Bianchi no GP do Japão de F1, Adrian Sutil afirmou que o safety car deveria ter entrado na pista antes, o que teria evitado a batida do piloto francês em Suzuka.

O piloto da Marussia perdeu o controle de seu carro e chocou-se contra um guindaste que estava estacionado no local para retirar justamente o Sauber de Sutil, que havia escapado pouco antes.

"A pista estava com bandeira amarela e meu carro aquaplanou na curva. Ele já é complicada, mas, por conta da chuva, que foi aumentando, a visibilidade diminuiu. Depois de uma volta com bandeiras amarelas o Jules veio e rodou do mesmo jeito que eu. Foi mais ou menos a mesma batida, mas com finais diferentes", afirmou Sutil, que não quis entrar em detalhes sobre o que viu na sequência.

Ele acompanhou de perto todo o processo de retirada do francês do seu carro até ser colocado na ambulância.

"Todo mundo sabe que esta curva é perigosa e quando está anoitecendo e a chuva aumenta, se há um acidente ali é o caso de se pensar na entrada do safety car. As condições hoje estavam muito complicadas e sei que não era fácil tomar uma decisão naquele momento", disse o piloto da Sauber.

"Quando o safety car entrou na pista a visibilidade estava OK, a pista estava OK de se guiar, mas estava ficando um pouco escuro, então acho que talvez a gente tivesse que ter parado a corrida um pouco antes".

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]