Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Marcos Guilherme e Léo estão envolvidos na transação entre Atlético e Flamengo. | /
Marcos Guilherme e Léo estão envolvidos na transação entre Atlético e Flamengo.| Foto: /

Atlético e Flamengo estão negociando uma troca que envolve Marcos Guilherme e Léo. O Furacão busca acertar a permanência definitiva do lateral-direito Léo no clube. O camisa 33, com contrato vencendo no fim do ano, pertence ao Flamengo até dezembro de 2017, e é do interesse da comissão técnica atleticana para a próxima temporada. O Flamengo, por sua vez, tem interesse em liberar o jogador se a contrapartida for o empréstimo de algum atleta do elenco do Furacão. Marcos Guilherme seria um dos nomes indicados por Rodrigo Caetano, gerente de futebol do clube da Gávea.

‘O Atlético é uma das grandes forças do futebol’, exalta Grafite, perto de acerto; ouça

Leia a matéria completa

LEIA MAIS: Hernani embarca para a Europa para assinar com time russo

Léo retornou ao Atlético no início da temporada. Em sua segunda passagem pelo clube, foi mais regular e uma das peças fundamentais no esquema ofensivo de Autuori. Foi titular em 44 jogos ao longo do ano, com um gol (diante da Ponte Preta) e quatro assistências.

VEJA TAMBÉM: Fluminense entra na briga e quer tirar Thiago Heleno do Atlético

Antônio Gustavo, empresário do lateral, ainda não foi notificado dos planos de Atlético e Flamengo. “O Léo está muito feliz em Curitiba, quer continuar no lugar onde melhor joga”, alega Gustavo. “Ninguém nos procurou ainda. Estamos esperando a diretoria do Atlético se entender com o Flamengo. Aí vamos ver as condições e bater o martelo”, definiu.

Marcos Guilherme, por sua vez, teve oscilações e foi pouco aproveitado na reta final do Brasileirão. De acordo com Pablo Xavier Miranda, empresário do jogador, ainda não foi feito nenhum contato oficial, nem por parte do Furacão, nem por parte do Mengão.

“O Marquinhos é do Atlético. Se tiver uma proposta formal, oficial, e for do interesse do Atlético e do jogador, nós conversaremos a partir disso”, esclareceu o empresário. O contestado meia de 21 anos, com uma carreira ainda curta, teve boas passagens pelas seleções brasileiras de base e gerou grandes expectativas da torcida e dos dirigentes do Atlético. Em 2016, atuou em 44 partidas, sendo 27 como titular. Anotou apenas três gols e fez uma assistência.  

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]