Otávio prega tranquilidade para o jogo contra o  Corinthians. Uma vitória classifica o Furacão para a Libertadores de 2017. | Aniele Nascimento/Gazeta do Povo
Otávio prega tranquilidade para o jogo contra o Corinthians. Uma vitória classifica o Furacão para a Libertadores de 2017.| Foto: Aniele Nascimento/Gazeta do Povo

A tão sonhada classificação à Copa Libertadores nunca esteve tão perto do Atlético . Um triunfo sobre o sétimo colocado Corinthians neste sábado (26), às 21 horas, em São Paulo, dá a vaga ao Furacão. O time paranaense chegaria a 58 pontos na tabela de classificação do Brasileiro, deixando a equipe paulista, adversária direta pela vaga no torneio continental, a quatro de distância com apenas três pontos em disputa.

TABELA: Veja como está a classificação da Série A

Será o xeque-mate atleticano? “Tratamos como uma decisão o jogo contra o Corinthians. É uma excelente equipe e joga em casa. Mas temos todas as condições de fazer uma grande partida”, diz o volante Otávio, que atuou em 33 das 36 partidas do Rubro-Negro na Série A.

Apoiado pela torcida, Atlético embarca para pegar o Corinthians em São Paulo

Leia a matéria completa

“Temos de jogar tranquilos porque não dependemos de outros resultados para alcançar o nosso objetivo”, completa o camisa 7.

Mesmo com um empate na Arena Corinthians, o Atlético continuaria dependendo apenas de suas forças para se garantir na Libertadores – vencer o Flamengo, em casa, na rodada final, resolveria o problema. Um revés, por outro lado, pode ser catastrófico para os planos do Rubro-Negro.

Além de ser ultrapassado pelo Alvinegro, o time de Paulo Autuori pode sair do G6 caso o Botafogo some ponto no duelo com a Ponte Preta, no Rio de Janeiro.

E como o Grêmio abriu boa vantagem na final da Copa do Brasil, contra o Atlético-MG, a possibilidade de G7 fica mais distante. O Tricolor gaúcho, que começa a rodada como oitavo colocado, com 53 pontos, colocará uma equipe reserva em campo para enfrentar o Santa Cruz. Na rodada final, ainda pode receber o Botafogo vivendo a ressaca do título nacional.

Simulamos no videogame o duelo decisivo entre Atlético e Corinthians. Confira!

Leia a matéria completa

E nesse cenário todo, o Atlético ainda enfrenta um desafio extra: vencer longe de Curitiba, fato que não acontece desde 11 de julho, contra o Cruzeiro, pela 14.ª rodada. São nove derrotas e um empate como visitante nos últimos dez jogos.

Retrospecto ruim, mas que finalmente pode ser deixado para trás se a vaga na maior competição da América for assegurada.

“Nunca dependemos dos outros para nada nesta nossa caminhada. Espero que assim se mantenha e no final possamos alcançar o objetivo que temos desde o início do campeonato”, avalia Autuori.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]