• Carregando...
Enderson Moreira, hoje no Fluminense, não poderá ficar no banco de reservas da Arena: cumpre suspensão automática. | Nelson Perez/Fluminense FC
Enderson Moreira, hoje no Fluminense, não poderá ficar no banco de reservas da Arena: cumpre suspensão automática.| Foto: Nelson Perez/Fluminense FC

Atlético e Fluminense se enfrentam neste domingo (12), às 16 horas, na Arena da Baixada. Confronto que representa o reencontro do Furacão com o treinador Enderson Moreira, personagem que marcou o início da temporada rubro-negra.

A demissão do atual técnico do Tricolor e a contratação de Milton Mendes representaram uma virada para o Atlético em 2015. Do time que penou no Torneio da Morte do Paranaense para o que realiza boa campanha no Brasileiro.

Enderson Moreira desembarcou no CT do Caju, dia 16 de março, para substituir Claudinei Oliveira. Arrumou as malas apenas 36 dias depois, com oito jogos, três vitórias, três empates e duas derrotas.

Embora tenha deixado o clube como vilão, Moreira tem participação na ascensão do Rubro-Negro. Espécie de padrinho de Walter, o mineiro foi decisivo para a contratação do jogador, que deixou o Fluminense por empréstimo.

Expulso na vitória sobre o Cruzeiro, por 1 a 0, pelo árbitro Héber Roberto Lopes, o técnico não poderá sentar no banco de reservas do Joaquim Américo. O auxiliar Luiz Fernando Rosa Flores irá para o gramado.

Enderson durou apenas 8 jogos no Atlético.Hugo Harada/Gazeta do Povo

Curiosamente, na breve passagem pelo Furacão Enderson Moreira caiu antes de ter a chance de escalar o “afilhado”. Walter estreou já com Milton Mendes, na derrota por 1 a 0 para o Tupi-MG, pela Copa do Brasil. E foi com o atleta como referência que a equipe atleticana foi reconstruída.

O Atlético exibe campanha quase perfeita na Arena pelo Nacional. Em boa parte, por causa de Walter. Foram cinco vitórias e um empate em seis partidas em Curitiba, com dois gols e três assistências do camisa 18.

TABELA: Confira a classificação do Campeonato Brasileiro

Além de contar com Walter, Milton Mendes promoveu mexidas importantes na escalação. Casos dos volantes Otávio e Hernani e dos meias-atacantes Ytalo e Nikão. Este último é o artilheiro do Furacão na competição, com quatro gols marcados.

Perderam espaço o zagueiro Lula, o volante Paulinho Dias, os meias Felipe e Bady e o atacante Douglas Coutinho. Quem também saiu do time foi o volante Deivid, mas por causa de uma lesão na coxa – recuperado, o atleta está na fase de transição para o campo.

Para o confronto com os cariocas, Mendes deve manter praticamente a mesma formação que perdeu para o Corinthians, por 2 a 0, no Itaquerão. Livre da suspensão que o tirou do compromisso em São Paulo, Walter é presença certa.

Somente o volante Hernani não poderá atuar, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. O técnico deve escolher Jadson para a vaga. E manter o chileno Cristián Vilches, que estreou diante do Timão, no lugar de Gustavo.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]