Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Weverton comemora empate em Itaquera. | MAURO HORITA/ESTADÃO CONTEÚDO
Weverton comemora empate em Itaquera.| Foto: MAURO HORITA/ESTADÃO CONTEÚDO

O Atlético empatou por 0 a 0 com o Corinthians, na noite deste sábado (26), fora de casa, e deu um passo crucial para selar a vaga na Pré-Libertadores do ano que vem. Com o importante resultado, o Furacão segue dependendo apenas das próprias forças para consolidar a ida ao torneio internacional.

LEIA: veja a classificação do Brasileiro

O cenário para a última rodada do Campeonato Brasileiro é ideal para o time comandado por Paulo Autuori: melhor mandante da disputa, com 87% de aproveitamento, o Atlético recebe o Flamengo no próximo domingo (4), às 17 horas, na Arena da Baixada.

GERO RODRIGUES/ESTADÃO CONTEÚDO

Não bastasse o próprio poderio caseiro, pesa a favor do Furacão o histórico contra o Flamengo atuando em Curitiba. O time carioca é freguês do Furacão, quando joga na capital paranaense.

Na Baixada, foram quatorze partidas entre os times desde 1999, com onze vitórias atleticanas e três empates. O último triunfo do Flamengo contra o Atlético em Curitiba, por sua vez, aconteceu em 1974. Além disso, os cariocas podem chegar à última rodada para cumprir tabela: sem chance de título, já estão garantidos na pré-Libertadores (tem chance ainda de lutar pelo G3 e fugir da fase preliminar do torneio continental).

Com o empate, o Furacão permanece na quinta posição, com 56 pontos. Já o Corinthians fica na sétima colocação, com 55. Na sexta posição aparece o Botafogo, que neste sábado empatou com a Ponte Preta, por 1 a 1, dentro de casa, placar que favoreceu o Atlético.

No duelo na Arena Corinthians, os donos da casa tiveram maior posse de bola e buscaram mais o ataque. Inoperante ofensivamente, o Furacão se valeu de sua solidez defensiva para garantir o resultado ? a equipe tem a segunda defesa menos vazada da disputa, com 32 gols sofridos.

Apesar do importante resultado, o Furacão permanece sem vencer longe de Curitiba. O último triunfo aconteceu no dia 11 de julho, contra o Cruzeiro. Desde então, são nove derrotas e dois empates como visitante nos últimos onze jogos.

Enquanto o Atlético recebe o Flamengo na última rodada, o Corinthians visita o Cruzeiro e o Botafogo visita o Grêmio.

Weverton foi pouco exigido, apesar da pressão do Corinthians.LUIS MOURA/ESTADÃO CONTEÚDO

Confira quem foram os destaques da partida:

Craque

Thiago Heleno

O zagueiro fez jus ao apelido de “General”. Sempre bem posicionado, Thiago Heleno foi o grande pilar defensivo do Atlético. Esteve impecável nos desarmes e exerceu liderança sobre o time atleticano.

Bonde

Ángel Romero

O atacante paraguaio completava 100 partidas com a camisa do Corinthians, mas teve uma atuação para ser esquecida. Com dificuldades técnicas, Romero foi nulo na partida e acabou substituído no início da segunda etapa.

Guerreiro

Léo

Em um time pouco inspirado ofensivamente, o lateral-direito foi responsável por algumas das poucas chances criadas pelo Atlético. Voluntarioso, Léo foi perigoso nas idas à linha de fundo e demonstrou segurança na defesa.

Chave do jogo

Sistema defensivo

Novamente sem inspiração ofensiva, o Furacão se valeu da solidez de sua defesa para conquistar o importante empate contra o Corinthians. Além da dupla Paulo André e Thiago Heleno, o goleiro Weverton também foi decisivo quando exigido.

Cartões

Amarelos: Lucho González e Thiago Heleno (Atlético); Camacho, Vilson e Rodriguinho (Corinthians)

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]