Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
  • Ícone FelizÍcone InspiradoÍcone SurpresoÍcone IndiferenteÍcone TristeÍcone Indignado
Lucho González após marcar o gol do Atlético contra o San Lorenzo. | Albari Rosa/Gazeta do Povo
Lucho González após marcar o gol do Atlético contra o San Lorenzo.| Foto: Albari Rosa/Gazeta do Povo

No melhor estilo Paulo Autori, sabendo sofrer, o Atlético arrancou nesta quarta-feira (15), em Buenos Aires, sua primeira vitória no Grupo 4 da Libertadores. Após deixar de ganhar dois pontos na estreia, em casa, contra a Universidad Católica, na semana passada – empate por 2 a 2 –, o Furacão reforçou seu espírito competitivo ao superar o San Lorenzo em pleno Nuevo Gasómetro.

Mais uma vez, o triunfo atleticano teve a marca de um gringo. Assim como contra o Deportivo Capiatá, na terceira fase eliminatória do torneio, Lucho González marcou no início da partida (3/1.º) o gol que definiu o resultado final. Desta vez, no entanto, o próprio Lucho teve chances para ampliar o placar, mas desperdiçou.

TABELA: confira os resultados e a classificação da fase de grupos da Libertadores

Paulo Autuori valoriza a vitória suada do ‘Patinho Feio’ do grupo da morte

Leia a matéria completa

“Jogamos com esse espírito que tem que ser jogado nessa competição. Temos que saber sofrer, às vezes você pode jogar bem, mas os rivais também jogam bem. Acho que recuperamos os pontos que perdemos em casa. Estou muito feliz pela vitória e pelo gol, o que mais importa é que jogamos bem”, resumiu o veterano de 36 anos, formado exatamente no maior rival dos Corvos, o Huracán.

LANCE A LANCE: Veja como foi San Lorenzo x Atlético

As chances desperdiçadas, por pouco, não fizeram falta. Recuado em boa parte do segundo tempo, característica que o time tem repetido quando em vantagem no marcador, o Rubro-Negro viu sua vitória ameaçada em vários momentos.

Weverton precisou fazer defesas importantes, mas só pôde observar quando Blandi chutou uma penalidade máxima para fora (30/2.º). A falta na área, duvidosa, foi marcada em um lance de Sidcley com Cerutti.

GALERIA: veja as principais imagens da partida em Buenos Aires

Com mais tranquilidade para pensar em uma classificação às oitavas de final, os atleticanos agora terão 28 dias até o próximo compromisso. O jogo contra o Flamengo, no Rio de Janeiro, será somente no dia 12 de abril – Pablo e Felipe Gedoz estão suspensos e desfalcam a equipe.

LUIZ AUGUSTO XAVIER: Atlético coloca as contas em ordem

Leia a matéria completa

“Não tenha dúvida de que vamos ter um time forte para a temporada. Certamente vamos corrigir os erros, nós temos que abaixar a bola, ninguém precisa saber da força que nós temos, a não ser nós mesmos”, ressaltou Autuori, que começará a testar os titulares também nos jogos do Paranaense, nas três últimas rodadas da primeira fase, começando contra o J. Malucelli (22/3).

No próximo sábado (18), os reservas enfrentam o Cascavel, na Arena da Baixada.

* Colaborou: Daniel Malucelli, especial para a Gazeta do Povo

Confira os destaques da partida:

Craque

Weverton

Fechou o gol com defesas milagrosas, como de costume, principalmente no segundo tempo.

Bonde

Blandi

O atacante pouco apareceu no ataque e ainda perdeu a penalidade que poderia garantir o empate para os argentinos.

Guerreiro

Lucho González

Campeão da Libertadores com o River Plate ,em 2015, o meia mostrou experiência e frieza para ajudar o Furacão na vitória.

Gol

1º tempo

0 x 1 (3 min) – Sidcley fez grande jogada pela esquerda e cruzou na cabeça de Lucho González. O argentino cabeceou no canto e sem chances para o goleiro.

Chave do jogo

O San Lorenzo fez apenas dois jogos na temporada e sentiu o ritmo de jogo. O Furacão desperdiçou muitas chances nos contra-ataques, mas conseguiu a importante vitória fora de casa.

Cartões

Amarelos: Thiago Heleno, Felipe Gedoz e Pablo (Atlético); Mussis (San Lorenzo).

Próximos jogos:

Atlético: Cascavel (casa); J. Malucelli (fora); Cianorte (casa).

  • Jogadores do Atlético comemoram o gol marcado logo no início da partida.
  • Lucho González fez o terceiro gol dele na Libertadores.
  • Capitães dos dois times decidem qual o lado de cada um antes do jogo.
  • Torcida do Atlético marcou presença no Estádio Nuevo Gasómetro.
  • Nikão perdeu grande chance de gol de frente com o goleiro Torrico.
  • Rossetto foi escalado como titular por Paulo Autuori.
  • Muito criticado, Sidcley teve uma boa atuação, com direito a assistência.
  • Torcida do San Lorenzo também enfrentou a chuva para ver o jogo.
  • Técnico do Atlético, Paulo Autuori.
  • Volante Otávio foi fundamental para segurar a pressão dos donos da casa.
  • Blandi perde o pênalti para o San Lorenzo.
  • Gedoz foi substituído pelo Grafite no segundo tempo.
  • Lucho lamenta chance perdida quase no final do jogo.
  • Jogadores do Atlético agradecem a presença da torcida após o jogo.
Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]