i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Brasileiro

Virada no fim sobre a Portuguesa dá segunda vitória ao Atlético

Triunfo por 3 a 2 no Canindé foi construído após expulsão de Souza, da Lusa, quando o Rubro-Negro estava perdendo. Golaço de Léo aos 46 minutos decretou o resultado

  • PorPatricia Bahr, especial para a Gazeta do Povo
  • 27/07/2013 17:43
Dellatorre subiu no alambrado para comemorar com atleticanos o gol de empate no Canindé | Adriano Lima / Brazil Photo Press / Folhapress
Dellatorre subiu no alambrado para comemorar com atleticanos o gol de empate no Canindé| Foto: Adriano Lima / Brazil Photo Press / Folhapress

Foi dramático, mas o Atlético reencontrou a vitória no Campeonato Brasileiro após quatro rodadas: 3 a 2 sobre a Portuguesa, no Canindé, com o gol decisivo marcado por Léo aos 46 minutos do segundo tempo.

Resultado construído após a expulsão do meia Souza, da Portuguesa, aos cinco minutos da etapa final. Até então, o Rubro-Negro jogava mal e perdia por 2 a 1 - Manoel chegou a abrir o placar para o time paranaense aos sete minutos de jogo, mas gols de Moisés aos 11 e Gilberto, de pênalti, aos 22, viraram para a Lusa. Após ficar com um a mais, o Furacão pressionou até empatar com Dellatorre, que havia acabado de entrar, aos 18 minutos. Quando parecia que o jogo ficaria no 2 a 2, Léo marcou um golaço nos acréscimos. "Que seja a vitória da virada", definiu o goleiro Weverton. Este foi apenas o segundo triunfo do Atlético no Brasileiro em nove rodadas - o outro também foi fora de casa, com muitos gols e o decisivo marcado no fim: 4 a 3 sobre a Ponte Preta, em Campinas, quando Marcão foi o herói.

Momentaneamente, tirou o clube da zona de rebaixamento. Passou a ocupar a 14.ª posição, mas pode voltar para a faixa da degola dependendo dos resultados do complemento da rodada. Torce contra Ponte Preta, São Paulo, Flamengo e Fluminense. "Viemos com a proposta de vencer e conseguimos. A equipe está de parabéns pela luta. Tivemos um primeiro tempo de muitos erros, mas no segundo revertemos com muita raça, a cara do Atlético. Esperamos com a vitória sair da zona de rebaixamento e ter mais tranquilidade. Vínhamos jogando bem e não vencendo. Toda equipe está de parabéns ", analisou Weverton. Na próxima quarta-feira (31), o Atlético vai a Belo Horizonte enfrentar o Atlético-MG. O jogo O Atlético começou o jogo mais tranquilo e explorando os toques de bola, não demorando para chegar ao gol. Logo aos 7 minutos, Paulo Baier cobrou o escanteio, Luiz Alberto escorou de cabeça e Manoel concluiu para o fundo da rede. Não deu nem tempo de a torcida atleticana comemorar, aos 11 minutos, em jogada semelhante, na cobrança de escanteio de Correa, Moises fez de cabeça o gol de empate para o time da casa. O placar igual abalou os atleticanos, que tinham dificuldades para marcar a Portuguesa, em especial nas jogadas em cima de Pedro Botelho. Aos 21’, Manoel cometeu falta dentro da área em Bruno e Gilberto cobrou o pênalti para fazer 2 a 1 para a Lusa. A desvantagem no placar mostrou a dupla fragilidade atleticana, com dificuldades na marcação e também para armar as jogadas ofensivas. Tanto que foi a Portuguesa quem criou mais uma jogada de perigo, aos 36’, quando Correa chutou cruzado e a bola passou na pequena área na frente de Gilberto que não conseguiu concluir. No segundo tempo, logo aos 3’, Souza cabeceou com estilo na área e a bola acertou o travessão do goleiro Weverton. Pouco depois, aos 5’, o mesmo Souza cometeu a falta mais dura em Léo e recebeu o segundo amarelo, sendo expulso de campo. Com a vantagem numérica no gramado, o Atlético procurou pressionar o time paulista e tinha nas bolas paradas de Paulo Baier sua principal arma. Foi assim aos 12’ que Luiz Alberto cabeceou e o goleiro Lauro fez uma excelente defesa. Pouco depois, aos 18’, Marcelo cruzou rasteiro da esquerda e encontrou Dellatorre livre na pequena área para concluir e fazer o seu primeiro gol com a camisa atleticana. O Rubro-Negro pressionava e aos 26’ Baier cobrou a falta fechada e Lauro espalmou para escanteio. Aos 37’, mais uma vez o goleiro da Lusa impediu a virada: Dellatorre invadiu a área e chutou forte, mas Lauro espalmou. Nos acréscimos, aos 46’, Léo chutou, a bola desviou na zaga, acertou a trave e entrou, no rebote Baier ainda concluiu para não deixar dúvidas. "Demos um passo grande para sair lá de baixo, tem muita coisa para melhorar e acertar. Os pontos fora de casa fazem a diferença", definiu o maestro Paulo Baier.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.