i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Série B

Advogado diz que Portuguesa não jogará até disputa judicial ser resolvida

Em entrevista no dia seguinte ao time abandonar jogo contra o Joinville, Luiz Ferreira de Almeida disse que não pode discutir a determinação vigente

  • PorAgência Estado
  • 19/04/2014 15:22

O advogado da Portuguesa, José Luiz Ferreira de Almeida, concedeu entrevista coletiva neste sábado (19) para explicar os motivos de o time ter abandonado a partida contra o Joinville, no dia anterior, em Santa Catarina. Ele informou que o clube pretende respeitar a liminar obtida pelo torcedor Renato Azevedo e que, enquanto a situação não for definida, o time não vai jogar na Série B, mesmo com a ameaça de ser punido pelo STJD ou a CBF.

"A Portuguesa vai voltar para a Série A. Isso é definitivo e é o que acreditamos. Cumprimos a determinação da CBF de entrar em campo pela Série B, mas a gente sabia que o jogo seria anulado. Quando o torcedor entrou com uma queixa-crime contra a CBF e contra a Portuguesa, entendemos que o time deveria sair de campo. Fizemos isso baseados em uma ordem judicial, algo que não se discute, se cumpre", disse o advogado.

Segundo a tabela, a Portuguesa deveria jogar novamente no próximo sábado, contra a Portuguesa, no Canindé. Caso a liminar seja cassada durante a semana, Almeida diz que o clube analisaria a situação.

O advogado da CBF, Carlos Miguel Aidar - que também é presidente do São Paulo - reafirmou que a Lusa dificilmente vai escapar de uma dura punição por ter deixado o campo. Ele ainda garante que até terça-feira cassará a liminar e o clube terá de jogar na segunda rodada da Série B.

"A Portuguesa vai perder os pontos obviamente. É certo que terá de pagar uma bela multa e ainda pode até ser eliminada da competição e jogar a Série C em 2015", avisou Aidar, que em seguida ponderou: "Mas acho que não será preciso chegar a tanto".

A liminar obtida pelo torcedor determina que a CBF reintegre a Lusa à Série A deste ano, anulando a perda de quatro pontos no Brasileiro do ano passado por causa da escalação irregular do meia Heverton no jogo da última rodada contra o Grêmio. Tal decisão do STJD levou ao rebaixamento da Portuguesa e manteve o Fluminense na Primeira Divisão nacional.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.