Com dois lindos gols, Romarinho foi o herói da primeira vitória corintiana no Brasileiro | Danilo Verpa/Folhapress
Com dois lindos gols, Romarinho foi o herói da primeira vitória corintiana no Brasileiro| Foto: Danilo Verpa/Folhapress

O Corinthians venceu o Palmeiras por 2 a 1, de virada, neste domingo (24), pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro. Com dois lindos gols do jovem atacante Romarinho, a equipe reserva alvinegra conseguiu sair da lanterna e alcançou seu primeiro triunfo na competição. O time palmeirense, que saiu na frente com Mazinho, continua sem vencer. Os rivais seguem na zona de rebaixamento, o Timão agora com quatro pontos e o Porco com dois.

O clássico de maior rivalidade do futebol paulista era forte candidato a ficar em segundo plano, pois as equipes estão preocupadas com suas respectivas decisões da Libertadores e Copa do Brasil. O Corinthians, que joga a primeira partida da final do torneio continental diante do Boca Juniors, na quarta-feira (27), entrou em campo com os reservas. Romarinho havia dito durante a semana que uma boa atuação contra o arquirrival poderia fazer, no mínimo, que ele tivesse presença garantida na delegação que vai a Buenos Aires.

O Palmeiras, que está na final da competição nacional com o Coritiba - a primeira partida decisiva será no dia 5 -, ameaçou entrar com uma equipe mista, mas o técnico Luiz Felipe Scolari surpreendeu, escalando boa parte dos jogadores que eliminaram o Grêmio na quinta-feira. A assessoria de imprensa do alviverde havia informado, por exemplo que o centroavante Barcos e o lateral-direito Cicinho não estavam relacionados para o clássico, mas ambos entraram em campo.

Os desfalques mais importantes do alviverde foram o zagueiro Thiago Heleno e o volante Marcos Assunção, substituídos por Leandro Amaro e Márcio Araújo. O meia chileno Valdivia, decisivo na semifinal da Copa do Brasil, começou no banco de reservas.

O jogo

O primeiro tempo teve poucos lances de ataque, mas foi movimentado, apesar da expectativa de uma partida morna. Logo na primeira chegada o Palmeiras abriu o placar. Aos 3 minutos, Cicinho entrou pela direita e cruzou a bola em cima do centroavante Barcos. Ela sobrou na entrada da entrada da área para o volante João Vítor, que chutou torto. Bem colocado na pequena área, Mazinho não desperdiçou e mandou para a rede.

Em vez de trazer nervosismo para a equipe corintiana, o gol fez com que os jogadores do time do Parque São Jorge pressionassem constantemente, com bolas que eram rebatidas pela defesa rival.

Aos 15 minutos, depois de a defesa do Palmeiras afastar o perigo, a bola sobrou para Liedson, sem marcação. Após ele emendar uma linda bicicleta, a bola acertou a trave, para alívio da torcida palmeirense.

A pressão corintiana era grande e, aos 22, o goleiro Bruno fez uma importante defesa. Ele rebateu para a linha de fundo um chute forte do lateral Weldinho que tinha como certa a direção do gol.

O Palmeiras tentou equilibrar as ações, mas o Corinthians empatou em uma bela jogada, aos 33. Willian tocou pela direita para Liedson, que cruzou rasteiro para a pequena área. A bola encontrou Romarinho, que tocou de letra e mandou para a rede.

O primeiro tempo seguiu movimentado, mas sem outros lances perigosos. Antes do intervalo, Felipão já havia colocado o meia Valdivia para aquecer. Na volta para o segundo tempo, ele não só colocou o chileno no lugar de Daniel Carvalho, como tirou o zagueiro Leandro Amaro para a entrada do atacante Maikon Leite.

Mesmo com a ousadia do treinador palmeirense, o Corinthians continuou mais agressivo. Aos 10 minutos novamente Romarinho levou a torcida alvinegra ao delírio com mais um golaço. Ele pegou a bola na área, deu um drible desconcertante no lateral Cicinho e mandou um belo chute, sem chances para Bruno, virando o placar para 2 a 1.

Depois do gol de desempate e com as mudanças promovidas pelo seu técnico, o Palmeiras começou a tentar modificar o cenário da partida com maior domínio de bola e jogadas de ataque esporádicas. Aos 23 minutos, o argentino Barcos arriscou um chute forte, que levou perigo ao gol de Júlio César, mas tocou no lado de fora da rede. Aos 26, o goleiro corintiano foi obrigado a praticar difícil defesa, depois de um outro chute forte, desta vez de Maikon Leite.

Aos 33, o Corinthians quase ampliou depois de um lance rápido de Liedson. Ele arrancou pelo lado esquerdo e disparou para o gol, obrigando Bruno a espalmar.

O Palmeiras não mostrava o mesmo ímpeto dos jogos da Copa do Brasil. Aos 44, ainda teve uma boa oportunidade com Maikon Leite. Ele disparou pela direita e obrigou Júlio César a se esticar todo, desviando a bola pela linha de fundo. Aos 48, o Corinthians quase fez o terceiro, depois de um bom chute de William Arão, com a bola sendo afastada por Bruno.

FICHA TÉCNICA:

CORINTHIANS 2 X 1 PALMEIRAS

CORINTHIANS - Julio Cesar, Weldinho, Paulo André, Wallace e Ramon (Felipe); Marquinhos, Willian Arão e Douglas; Romarinho (Adilson), Liedson e Willian (Gilsinho). Técnico: Tite.

PALMEIRAS - Bruno, Cicinho, Maurício Ramos, Leandro Amaro (Maikon Leite) e Juninho (Fernandinho); Henrique, Márcio Araújo, João Vitor e Daniel Carvalho (Valdivia); Mazinho e Barcos. Técnico: Luiz Felipe Scolari.

GOLS - Mazinho (P) aos 3/1.°, Romarinho (C) aos 33/1.° e aos 10/2.°.

ÁRBITRO - Luiz Flávio de Oliveira.

CARTÕES AMARELOS - Douglas e Liedson (Corinthians); João Vítor, Valdivia, Cicinho e Márcio Araújo (Palmeiras).

RENDA E PÚBLICO: Não disponíveis.

LOCAL - Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP).

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]