Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Flamengo comemora goleada no Cruzeiro | Jorge Rodrigues / Eleven / Folhapress
Flamengo comemora goleada no Cruzeiro| Foto: Jorge Rodrigues / Eleven / Folhapress

O instável Flamengo decidiu fazer sua melhor partida no Brasileirão diante do líder Cruzeiro. Eficiente nos contra-ataques e objetivo nas finalizações, o time aplicou 3 a 0 no time mineiro na tarde deste domingo, no Maracanã, subiu na tabela de classificação e voltou a deixar a competição em aberto.

O resultado diminuiu a diferença do Cruzeiro para o vice-líder, agora o Internacional, para seis pontos: 56 a 50. Os mineiros agora voltam-se para a Copa do Brasil, já que decidem uma vaga na semifinal contra o ABC na quarta-feira, na Arena das Dunas. O Flamengo, por sua vez, chegou a 37 pontos em décimo. Também pela Copa do Brasil, pega o América-RN na quarta-feira, no Maracanã.

Talvez pensando no contra-ataque, o técnico do Cruzeiro, Marcelo Oliveira, decidiu povoar o meio de campo neste domingo, colocando Nilton e armando o setor com três volantes. Assim, liberou os laterais Mayke e Egídio para o apoio.

Mas as jogadas pelas alas funcionaram mesmo para o Flamengo. No primeiro tempo, foi o time do técnico Vanderlei Luxemburgo quem melhor jogou pelos lados do campo, com Everton pela esquerda e com o atacante Alecsandro caindo mais pela direita. Pelo meio, Eduardo da Silva era quem tentava chegar.

Foi pelo lado direito que o time rubro-negro abriu o marcador. Aos 13, Alecsandro foi à linha de fundo e cruzou no primeiro pau; Fábio saía para encaixar a bola, mas o zagueiro Dedé se atirou todo estabanado e mandou no ângulo esquerdo.

O erro de Dedé refletiu bem o que foi o Cruzeiro na partida. O líder do campeonato foi pouco produtivo no meio de campo, abusou dos erros de passe e quase não conseguiu concluir. Tanto que a melhor chance do primeiro tempo só veio aos 30, da cabeça do artilheiro Marcelo Moreno, mas o atacante boliviano, da pequena área, mandou à esquerda da meta.

Tentando alterar o panorama, na etapa final Marcelo Oliveira mudou o time. O técnico sacou o volante Nilton e colocou o atacante Willian em campo. O Cruzeiro melhorou nos primeiros minutos e teve duas chances para empatar antes dos 10, com Marquinhos e Dedé.

Mas um erro de Manoel, aos 11, diminuiu muito as possibilidades de reação do Cruzeiro. O zagueiro tentou proteger a bola para a chegada de Fábio, mas Canteros se antecipou à dupla e chutou rasteiro para ampliar.

A partir daí, o Cruzeiro passou a jogar sem organização alguma, insistindo nos lançamentos e no chuveirinho na área, onde a dupla Marcelo e Chicão acabou sendo soberana. Para completar, Gabriel aproveitou assistência de Alecsandro e, aos 17, chutou de primeira para fazer 3 a 0 e fechar o marcador.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]