O craque Alex manteve a palavra e permaneceu. Outra vez será  o responsável por liderar o Coxa | Daniel Castellano / Gazeta do Povo
O craque Alex manteve a palavra e permaneceu. Outra vez será o responsável por liderar o Coxa| Foto: Daniel Castellano / Gazeta do Povo

O ano passado deixou lições para o Coritiba. Após uma ótima largada no Brasileiro, o Alviverde terminou brigando contra o rebaixamento – em boa parte, por causa do alto número de lesões. Desta vez, o Coxa vai largar mais tarde no Estadual. Os atletas da equipe principal entrarão em campo apenas na sexta rodada, dia 14 de fevereiro, diante do Rio Branco. "Teremos tempo hábil de preparação para o ano todo", comenta o técnico Dado Cavalcanti.

Enquanto isso, um conjunto alternativo entra em campo, comandado pelo técnico Zé Carlos: Willian; Rhuan, Wallysson, Bonfim e Timbó; Artur, Djair, Zé Rafael e Dudu (Thiago Primão); Maykon (Rafhael Lucas) e Keirrison devem formar o time. Atraso que não desvia o foco do objetivo da busca pelo penta. Seria o segundo do clube – o Coxa foi hexa entre 1971 e 76 – e o quarto da competição (os outros dois foram de Britânia e Paraná).

Antonio More / Gazeta do Povo

Com a nova reta da Mauá ainda em obras, o Couto Pereira é a casa do Coritiba

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]