O Tricolor em treinamento no Ninho da Gralha, sob o comando do técnico Milton Mendes | Aniele Nascimento/Gazeta do Povo
O Tricolor em treinamento no Ninho da Gralha, sob o comando do técnico Milton Mendes| Foto: Aniele Nascimento/Gazeta do Povo
  • O Estádio Durival Britto é o palco paranista para a disputa do Paranaense

O Tricolor larga na competição com um diferencial importante na comparação com boa parte das últimas temporadas. Desta vez, os paranistas mantiveam a espinha dorsal da equipe.

Dos titulares do time anterior, permaneceram o lateral-direito Roniery, o zagueiro Brinner, os volantes Ricardo Conceição e Édson Sitta e o meia Lúcio Flávio. Sem o goleiro Luis Carlos, um dos destaques do ano passado, o experiente Marcos assume a camisa 1.

A principal mudança está no banco de reservas. Dado Cavalcanti trocou a Vila Capanema pelo Couto Pereira e o clube foi buscar o desconhecido Milton Mendes. "O projeto do Paraná é muito promissor. Fico feliz com a oportunidade e as expectativas são grandes", comenta o treinador.

A esperança é que a manutenção da base reflita na recuperação do Tricolor na disputa. Em 2013, o time não conseguiu chegar às finais. Foi o ano do retorno à elite do futebol paranaense, após o vexame do descenso em 2011.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]