Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Netinho corre para comemorar o gol da vitória do J. Malucelli. | Ivonaldo Alexandre/Gazeta do Povo
Netinho corre para comemorar o gol da vitória do J. Malucelli.| Foto: Ivonaldo Alexandre/Gazeta do Povo

O Coritiba não chegará à última rodada com o título da primeira fase assegurado. Culpa do J. Malucelli, que derrotou o Londrina por 1 a 0, neste domingo (22), no Ecoestádio Janguito Malucelli, e manteve em aberto a briga pela ponta da classificação. Netinho fez o único gol do jogo.

Com o resultado, o J. Malucelli segue na vice-liderança, com 23 pontos, dois a menos que o Coritiba. Na última rodada, precisa bater o Maringá, no Willied Davids, torcer para que o Coxa ao menos empate o clássico com o Paraná e tirar a diferença no saldo de gols: 11 a 9 para o Alviverde. No mínimo o Jotinha já tem assegurado o segundo lugar desta fase.

O Londrina entrou em campo já classificado, mas acabou prejudicado por uma rodada ruim. Com as vitórias de Paraná e Maringá, o atual campeão caiu para a sétima posição, com 15 pontos. No fim de semana o Tubarão recebe o Atlético, no Estádio do Café.

Nervosismo, falta de confiança e ansiedade “enterraram” o LEC na derrota para o J. Malucelli. A avaliação foi do próprio técnico, Cláudio Tencatti que, mesmo assim, convocou o time a não se entregar diante da sequência de derrotas e falta de gols.

O Tubarão, que tinha a esperança de ficar em terceiro no Campeonato Paranaense, completou cinco jogos sem um gol sequer, causando um clima de frustração geral.

No vestiário, o ambiente pesado provocou baixas: o atacante Arthur – 11 jogos sem marcar – discutiu feio com o gestor do LEC, Sérgio Malucelli que, irritado, anunciou ao vivo, na Rádio Paiquerê AM, o afastamento dele da equipe, por indisciplina. “Não joga mais nesse campeonato”, decretou Malucelli, nervoso.

O jogo

Sem Celsinho em campo, contundido, o time sentiu a falta de jogadas criativas e ameaçou pouco o Jota. Logo no primeiro minuto de jogo, Paulinho ganhou uma disputa de bola com o goleiro Fabrício, mas se perdeu na jogada. Com os times equilibrados, Matheus também chegou a cabecear uma bola no travessão.

No entanto, aos 27 minutos, o J. Malucelli tratou de marcar: Netinho entrou na pequena área com quatro jogadores do Tubarão. Recebeu um passe de calcanhar e, sem dificuldade, mandou para dentro.

Depois, já perto dos 40 minutos, Davi Ceará mandou uma bomba na trave com o goleiro Fabrício já “rendido” na jogada. A bola sobrou limpa para Paulinho que, sem goleiro, a um metro da linha do gol, chutou novamente na trave, levando o time ao desespero diante da chance desperdiçada.

No segundo tempo, o LEC voltou apagado diante de um Jota Malucelli que buscou apenas manter o resultado, também sem grandes iniciativas. A partir daí, uma profusão de cartões amarelos definiu o ritmo da partida: foram sete para o Jota Malucelli e cinco para o Londrina. Diogo Roque está suspenso para o próximo jogo, em Londrina, contra o Atlético.

Mesmo diante do baixo astral geral na equipe, o técnico Claudio Tencatti prometeu reagir e disse que o Londrina não vai se entregar fácil: “Não podemos culpar ninguém. É um problema nosso e temos que mudar esse quadro. Se a cada rodada entrarmos no fundo do poço, vai ficar pior. Temos que reagir. Estamos devendo para o torcedor e para Londrina. Garanto que vamos reagir”, afirmou, durante a coletiva à imprensa, na capital.

“O fator psicológico não está afetando. Agora, contra o Atlético em casa, vamos buscar a vitória para ficar bem no mata-mata”, tentou animar o zagueiro Germano.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]