Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
 | /
| Foto: /

Se ainda discute se a cor é azul ou verde, o torcedor do Coritiba ao menos tem certeza de que o novo uniforme 3 do clube é pé quente. Na estreia da camisa o Coxa derrotou o Cascavel por 3 a 1, neste sábado (21), encaminhou o título da primeira fase e deu uma mão para o rival Atlético, que ainda pode ultrapassar o Cascavel na classificação e fugir do Torneio da Morte.

A vitória foi determinada pela atuação do ataque. Dos titulares, dois marcaram e o outro participou de dois gols. O terceiro foi marcado por um estreante do setor ofensivo.

Rafhael Lucas marcou logo aos 13 minutos – foi o décimo gol do artilheiro do Paranaense-2015. Wellington Paulista por pouco não aumentou, em um controverso lance em que a bola foi tirada sobre a linha pelo zagueiro Maurício. “Foi muito gol”, protestou Paulista.

Pouco antes do intervalo, Negueba, o melhor em campo, ampliou em um chute de fora da área. O atacante carioca, não balançava a rede há mais de um ano, quando ainda atuava pelo Flamengo. Foram 394 dias de jejum, desde 20 de fevereiro de 2014, quando havia marcado seu último gol, diante do Madureira.

“A cobrança estava muito forte para eu marcar o primeiro gol, mas o grupo me apoiou muito. Tenho de agradecer ao Wellington Paulista, um grande parceiro e que me ajudou a marcar”, afirmou Negueba, referindo-se ao lançamento do atacante alviverde para o seu gol.

Confira a classificação do Campeonato Paranaense de 2015

Na segunda etapa, o estreante Wallyson ampliou para o Coritiba. O Cascavel descontou, com o meia Dewide. Gol que serviu apenas para interromper a sequência de minutos sem sofrer gols de Vaná. O novo titular tornou-se o oitavo goleiro com maior série invicta do clube no Coxa: 619 minutos.

”Fizemos um bom resultado contra uma equipe que tinha tomado apenas três gols”, apontou o técnico Marquinhos Santos.

Neste domingo, o Coritiba conta com uma derrota do J. Malucelli para o Londrina, no Ecoestádio, para garantir o título antecipado da fase. Na última rodada o Coritiba terá o clássico com o Paraná, na Vila Capanema, sem Negueba, Wellington Paulista e Norberto, suspensos pelo terceiro amarelo.

Craque

Negueba

Novamente comandou as ações ofensivas alviverdes. Tendo a responsabilidade de trazer a bola para o ataque do Coritiba, tem sido fundamental na armação das jogadas da equipe. Ainda encerrou o jejum de mais de um ano sem gol.

Bonde

Irineu

Principal esperança na articulação da Cobra, o jogador foi anulado pela marcação alviverde e não conseguir dar poder ofensivo ao time, sendo substituído no intervalo.

Guerreiro

Rafhael Lucas

Com faro de gol, o artilheiro do estadual marcou mais um aproveitando rebote no meio da área. Com dez gols, é o artilheiro isolado do torneio.

Chave do jogo

A movimentação e troca de posições no ataque fez Negueba assumir o papel de armador e abrir espaço para Wellington Paulista e Rafhael Lucas. Assim o Coxa decidiu o jogo no primeiro tempo.

Gols

1º Tempo

1x0 – 13 min.: Passe de Negueba para Wellington Paulista na área, o atacante chuta, Júnior espalma para o meio e Rafhael Lucas manda o rebote para o gol vazio.

2x0 – 39 min.: Negueba recebe lançamento na entrada da área, corta para o meio e manda colocado no canto esquerdo do goleiro Júnior.

2º Tempo

3x0 – 23 min.: Norberto ganha da zaga pela direita, chega ao fundo e cruz. Wallyson, na entrada da pequena área, completa para o gol.

3x1 – 26 min.: Dewide recebe na direita, corta Carlinhos e bate, a bola desvia em Wallison Maia e engana Vaná.

Próximos jogos

Coritiba

Paraná (Fora)

Cascavel

Foz do Iguaçu (Fora)

Suspensos

Coritiba

Negueba, Wellington Paulista, Norberto

Cascavel

Marquinhos

  • A torcida vestiu a nova camisa do Coritiba – e tome selfie antes de a bola rolar.
  • O time entrou em campo pela primeira vez com o novo uniforme, bem mais azul do que insiste em dizer parte da diretoria alviverde.
  • Vaná entrou em campo podendo subir na lista dos goleiros de maior série invicta do Coritiba em estaduais.
  • Wellington Paulista não fez gol (ao menos o juiz não marcou), mas participou de outros dois.
  • Com apenas 13 minutos, Rafhael Lucas mandou a bola para a rede do Cascavel.
  • Foi o décimo gol de Rafhael Lucas, artilheiro do Campeonato Paranaense.
  • O atacante fez mais da metade dos 17 gols do Coritiba no Estadual.
  • Marca tão expressiva só poderia ser recompensada com carinho por Wellington Paulista.
  • Rafhael Lucas gostou do cascudo recebido do companheiro de ataque.
  • Carlinhos também foi lá cumprimentar o companheiro – de maneira mais convencional.
  • Norberto tenta driblar o goleiro Júnior: lateral tomou o terceiro amarelo e não enfrenta o Paraná.
  • Negueba novamente foi incansável, se mexendo pelo ataque e armando o time.
  • Negueba recebe a marcação de Irineu, o apagado camisa 10 do Cascavel.
  • Carlinhos é parado com falta pelo marcador.
  • Wellington Paulista passou como quer pelo marcador, que fica perdido pelo caminho.
  • Acreditem: Negueba fez gol, o primeiro em mais de um ano.
  • Norberto, Hélder e Carlinhos foram os primeiros a cumprimentar o atacante.
  • Negueba queria o time inteiro, retribuição pelo apoio que recebeu do elenco em meio às cobranças para que fizesse gol.
  • Marquinhos Santos também cumprimentou o atacante.
  • Rafhael Lucas apareceu novamente na cara do goleiro Júnior, mas não marcou.
  • Herói de dois títulos do Coritiba, Henrique Dias só chamou atenção quando entrou em campo e ao receber cartão amarelo.
  • No segundo tempo, Rafhael Lucas driblou o goleiro Júnior...
  • Ficou com o gol limpinho para marcar o terceiro gol coxa-branca.
  • Mas acabou finalizando na trave.
  • Wallyson entrou no segundo tempo e de cara já deu trabalho para Bronzatti, defensor do Cascavel.
  • Não demorou para o atacante fazer gol logo na sua estreia pelo Coritiba.
  • Mais uma vez o grupo inteiro foi cumprimentar o autor do gol.
  • Rafhael Lucas fez questão de abraçar Wallyson pelo gol.
  • Nos minutos finais, até Keirrison pôde fazer seu primeiro jogo oficial na temporada.
Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]