Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

Caro usuário, por favor clique aqui e refaça seu login para aproveitar uma navegação ainda melhor em nosso portal. FECHAR
PUBLICIDADE

humor

Lembra deles? Escalações de Paraná e Atlético só com jogadores “esquecidos”

  • Robson Martins
O zagueiro Wanderson, do Atlético, e o atacante Diego, do Paraná. | Fotos: Arquivo/Gazeta do Povo
O zagueiro Wanderson, do Atlético, e o atacante Diego, do Paraná. Fotos: Arquivo/Gazeta do Povo
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

Com a proximidade do clássico entre Paraná e Atlético, que será no domingo (27), na Vila Capanema, muitos torcedores tentam descobrir como seus times irão jogar e até esquecem alguns atletas que fazem parte dos elencos. Como brincadeira, a Gazeta do Povo selecionou duas escalações de “esquecidos” entre atletas do Tricolor e do Furacão.

Para chegar nestes nomes, foram observados os jogadores que aparecem nos sites oficiais de cada clube. Confira abaixo como ficou. Alguém deveria ser lembrado para os times titulares?

TABELA: Veja a classificação e os próximos jogos do Brasileirão

Paraná

Contratado para ser o reserva do goleiro Richard, Luís Carlos chegou a ser a quarta opção, atrás de Thiago Rodrigues e David. Nesta temporada ele fez apenas um jogo com a camisa paranista.

/ra/pequena/Pub/GP/p4/2018/05/26/Esportes/Imagens/Cortadas/Jogo_Treino_Parana - MA-16-kGLB-ID000002-1024x341@GP-Web.jpg
Marcelo Andrade/Gazeta do Povo

Na zaga dessa equipe fictícia está Charles, que atuou mais no Paranaense, com um total de 5 jogos no ano, e Rayan. Apesar de ter feito 12 partidas na temporada, este último atualmente está atrás na briga com Jesiel e Neris para ser o companheiro de Cleber Reis na zaga.

Na lateral, Alemão chegou a ser capitão do time, mas perdeu a vaga para Junior recentemente. Mesmo assim, atuou em 16 dos 20 jogos do clube. Já na esquerda está Igor, remanescente do ano passado, mas só atuou em quatro jogos.

/ra/pequena/Pub/GP/p4/2018/05/26/Esportes/Imagens/Cortadas/TreinoParana_DanielCaron (45)-kGLB-U203425357259G3-1024x341@GP-Web.jpg
Daniel Caron/Gazeta do Povo

No meio, Alex Santana (7 jogos) e Zezinho (12 partidas) foram os escolhidos. Já mais na armação da equipe estão o jovem Gabriel Pires (5 jogos) e Matheus Pereira (7 partidas no ano).

/ra/pequena/Pub/GP/p4/2018/05/26/Esportes/Imagens/Cortadas/treino parana 023 albari rosa-kGLB-U2034253572594DC-1024x341@GP-Web.JPG
albari rosa/gazeta do povo

No ataque estão dois jogadores contratados no Paranaense para serem o “camisa 9” e que não engrenaram no Brasileiro. Diego Gonçalves, com 11 jogos em 2018, ainda é o artilheiro do time na temporada, com quatro gols. Ao seu lado poderia estar Thiago Santos, que marcou dois gols em oito jogos no ano.

Assim, o Paraná ficaria com: Luís Carlos, Alemão, Charles, Rayan e Igor, Alex Santana, Zezinho, Matheus Pereira e Gabriel Pires; Diego e Thiago Santos.

Atlético

/ra/pequena/Pub/GP/p4/2018/05/26/Esportes/Imagens/Cortadas/TreinoCAP_DanielCaron (7)-kGLB-U203425357259ceB-1024x341@GP-Web.jpg
Daniel Caron/Gazeta do Povo

No gol de Furacão o escolhido foi Felipe Alves. Pupilo do técnico Fernando Diniz, o arqueiro ainda não estreou com a camisa atleticana.

Na zaga, Wanderson, que era titular no ano passado, acabou perdendo espaço, atuando em sete partidas. Já Léo Pereira jogou em 13 partidas, mas a maioria sendo pelo time de aspirantes que disputou o Paranaense.

/ra/pequena/Pub/GP/p4/2018/05/26/Esportes/Imagens/Cortadas/CASCARDO 1JC-kGLB-U203425357259g9D-1024x341@GP-Web.jpg
Jonathan Campos/Gazeta do Povo

Na lateral também estão dois jogadores que atuaram no Estadual, mas que no site oficial atleticano aparecem no elenco principal. Cascardo jogou oito partidas na temporada, mas mesmo no Paranaense se tornou reserva na reta final. Já Nicolas, com seis jogos no ano, viu Renan Lodi ganhar mais espaço e disputar a titularidade com Thiago Carleto.

O meio de campo é o mais difícil de montar com os “esquecidos”. Isso porque o técnico Fernando Diniz tem utilizado muito os jogadores da posição, inclusive improvisando como zagueiro ou laterais. Por isso, para volante “puxamos” Guilherme Rend do time de aspirantes. O jogador fez cinco partidas até agora. Matheus Anjos (7 jogos) e Raphael Veiga (11 partidas) completam esse setor.

/ra/pequena/Pub/GP/p4/2018/05/26/Esportes/Imagens/Cortadas/treino atletico 050 albari rosa-1827-kGLB-U2034253572592kG-1024x341@GP-Web.JPG
Albari Rosa

O ataque desse time fictício atleticano tem três jogadores. O principal deles é Éderson. Artilheiro do time na temporada, com 10 gols em 19 jogos, ainda briga com Ribamar para ser reserva de Pablo. Yago (14 jogos) e Marcinho (10 partidas e dois gols), completam a equipe.

Assim, o Atlético ficaria com: Felipe Alves, Cascardo, Wanderson, Léo Pereira e Nicolas; Guilherme Rend, Matheus Anjos e Raphael Veiga; Marcinho, Ederson e Yago.

Por fim, vale ressaltar que essa é uma brincadeira e que qualquer um desses jogadores pode despontar ainda no resto do ano. Serve apenas para lembrar que os dois elencos têm atletas que às vezes os torcedores esquecem.

o que você achou?

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Esportes

PUBLICIDADE