i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Série B

"A conversa entra por um ouvido e sai pelo outro", dispara Lúcio Flávio

Capitão paranista aponta falta de atenção e deslizes básicos dos jogadores que levam o Paraná à sequência de cinco jogos sem vencer

  • PorBruna Bill
  • 30/09/2014 20:11
 | Henry Milleo/ Gazeta do Povo
| Foto: Henry Milleo/ Gazeta do Povo

Após o empate por 2 a 2 contra a Ponte Preta nesta quarta-feira (30) em Campinas, Lúcio Flávio voltou a fazer críticas duras a seus companheiros de Paraná.

"Mais uma vez não conseguimos a vitória por causa de erros individuais, isto está pesando muito. Hoje não ganhamos por pouco, o que não pode mais acontecer", reclamou o capitão ao fim da partida.

"Não soubemos controlar o resultado, principalmente nos lançamentos na aérea. Depois de marcarem o primeiro gol num pênalti duvidoso, eles cresceram e mais uma vez cedemos o empate", apontou.

Em seguida, o jogador foi enérgico ao falar que os jogadores não conseguem assimilar os acertos que devem ser feitos em campo. "Não adianta, a gente fala muito e até excessivamente, mas parece que a conversa entra por um ouvido e sai pelo outro, mas agora não adianta ficar lamentando".

A crítica ficou ainda mais dura ao comentar a falha de Paulinho, que acabou gerando o lance do empate aos 44 minutos do segundo tempo. "Com o time ganhando você só precisa colocar a bola pra frente, é simples, é o básico do futebol, você aprende isso com 14, 15 anos".

O meia também vê dificuldade na continuidade do Paraná no campeonato, que está cada vez mais longe do acesso. "Cada rodada que passa vai diminuindo o número de jogos, e aumentando a dificuldade para chegar num nível melhor. Isso cansa, não podemos ficar toda hora lamentando."

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.