i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Série B

Empate em casa distancia Paraná do G4

Em partida difícil contra o Palmeiras, Tricolor abriu o placar no finzinho, mas sofreu gol cinco minutos depois

  • PorPedro Américo, especial para a Gazeta do Povo
  • 02/11/2013 15:10
Anderson lamenta empate em casa com o Palmeiras. Tricolor fica marcado por não segurar as vantagens | Albari Rosa/Agência de Notícias Gazeta do Povo
Anderson lamenta empate em casa com o Palmeiras. Tricolor fica marcado por não segurar as vantagens| Foto: Albari Rosa/Agência de Notícias Gazeta do Povo
  • JJ Morales tenta escapar no meio da defesa palmeirense
  • O paranista JJ Morales disputa a bola com Marcelo Oliveira
  • Jogo equilibrado teve boa atuação das duas defesas
  • Wesley cobra falta, que para na defesa tricolor
  • Ricardo Conceição recebe falta ao tentar buscar a bola no alto
  • Partida teve marcação forte e excesso de faltas
  • Dado Cavalcanti não compareceu à entrevista coletiva após a partida com o Palmeiras e se reuniu a portas fechadas com a diretoria
  • O volante Edson Sitta abriu o placar da partida aos 38 minutos do segundo tempo
  • Após marcar, Sitta foi comemorar junto com a torcida

A distância entre o Paraná e o G4 da Série B ficou ainda maior após o Tricolor empatar em 1 a 1 com o líder Palmeiras neste sábado (2), na Vila Capanema. Com o resultado adverso, a equipe do treinador Dado Cavalcanti chegou aos 51 pontos e caiu para a 7ª colocação – a dois de distância do Icasa, quarto colocado. A diferença ainda pode aumentar caso o Avaí vença o clássico contra o Figueirense no próximo domingo (3), já que o clube catarinense pode chegar a 56 pontos.

Depois de um jogo disputado, o time paranaense conseguiu abrir o placar aos 38’/2º, em um chute do volante Edson Sitta que explodiu no travessão e quicou dentro do gol de Fernando Prass. Porém, a alegria paranista durou cinco minutos. O atacante Leandro aproveitou falha da defesa tricolor aos 43’/2º para empatar, e complicar ainda mais a situação do Paraná.

Para chegar ao número "mágico" de 66 pontos, que matematicamente pode garantir a classificação à elite nacional, o time do treinador Dado Cavalcanti precisa vencer todos os cinco jogos até o final da competição – contra Boa Esporte (F), Chapecoense (C), Sport (F), Guaratinguetá (F) e Icasa (C). Além disso, torcer por tropeços dos adversários diretos na disputa pelo acesso.

"Não aproveitamos a vantagem que tínhamos e acabamos tomando o gol em um lance em que poderíamos ter matado a jogada. Temos oportunidade de chegar [ao G4], apesar das dificuldades, mas vamos lutar ate o final", afirmou o capitão Lúcio Flávio.

Na próxima sexta-feira (8), o Tricolor enfrenta o Boa Esporte em Varginha (MG), às 21h50, no Estádio Prefeito Dilzon Luiz de Melo.

O jogo

Precisando da vitória para seguir vivo na briga pelo G4, o Paraná iniciou a partida procurando ditar o ritmo do jogo e chegar cedo ao gol de Fernando Prass. Com menos de um minuto, o Tricolor já construía sua primeira jogada de ataque, perdida após um cruzamento errado de Lúcio Flávio. Nos 10 minutos iniciais, o time paranaense esteve melhor, dominando o campo, sem deixar espaço para movimentação do Palmeiras, que não se encontrava tecnicamente.

Na metade do primeiro tempo, o confronto perdeu velocidade. O Paraná seguiu com maior posse da bola, porém as duas equipes passaram a errar muito, criando poucas oportunidades de abrir o placar.

Depois dos 25’, o Alviverde paulista esboçou uma reação, pressionando a equipe de Dado Cavalcanti no setor defensivo. Tanto que aos 36’, o atacante Leandro perdeu a melhor chance de gol da etapa inicial, após um chute que explodiu na trave. A jogada despertou novamente o Tricolor, que até o apito intermediário voltou a atacar, porém sem se acertar nas finalizações.

"Está um jogo equilibrado, difícil para nós, mas sabíamos que ia ser assim. Estamos jogando bem, mas não podemos ficar no 0 a 0", afirmou o zagueiro Anderson na saída para o vestiário.

Na etapa complementar, os dois times voltaram mais organizados saindo para o ataque, o que deixou a partida mais equilibrada. No começo do segundo tempo, o Paraná construiu as melhores jogadas, porém a falta de precisão nos chutes finais impediu que o time da Vila Capanema abrisse o placar. O Verdão respondeu, e também deixou de marcar por erros nas finalizações.

Quando o jogo se aproximava do final, a torcida tricolor comemorou o que poderia ser a recuperação paranista. Aos 38’, Edson Sitta recebeu na entrada da área e chutou direto à meta do Palmeiras. A bola explodiu no travessão e quicou no chão, dentro da linha do gol, deixando o time paranaense à frente.

Porém, a alegria durou cinco minutos. Aos 43’, Leandro se valeu de um erro da zaga adversária para chegar na cara de Luís Carlos e chutar cruzado ao gol, sem possibilidade de defesa para o camisa 1. Antes do apito final, o time de Gilson Kleina ainda buscou a virada, mas o Paraná segurou o resultado que pouco ajudou na briga pelo acesso.

Veja imagens da partida

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.