Site do Ticketbis revende ingressos do UFC Curitiba com preços bem acima do original. | /
Site do Ticketbis revende ingressos do UFC Curitiba com preços bem acima do original.| Foto: /

A alta procura por ingressos do UFC Curitiba, que travou o sistema de vendas nesta quarta-feira (30), inflacionou o preço dos tíquetes em outros sites de vendas. O ingresso mais barato, de R$ 139 na arquibancada, é encontrado a R$ 708 no site Ticketbis, especializado em revender entradas. O aumento é de 409%.

Saiba como comprar ingressos para o UFC Curitiba

Leia a matéria completa

Mas o valor mais exorbitante é do setor Octógono Premium. Originalmente o preço é de R$ 1.5000. No Ticketbis, entretanto, está sendo vendido pelo por R$ 10 mil - 1.700% maior do que o valor original. É possível parcelar o valor em 12 vezes de R$ 1.004.

Sistema

A procura pelos ingressos do UFC 198 na Arena da Baixada, dia 14 de maio, travou o sistema logo no começo das vendas na manhã desta quarta-feira (30). No Shopping Estação, um dos pontos de venda, torcedores formaram uma fila grande desde as 9 horas, quando os primeiros interessados em comprar bilhetes chegaram.

13 lutas confirmadas: veja por que assistir a cada um dos duelos do UFC Curitiba

Leia a matéria completa

A reportagem tentou contato tanto com o Livepass, quanto com o Disk Ingressos, que estão vendendo os ingressos. Mas nenhum telefone das duas empresas atendeu. No Facebook, o Disk Ingressos pediu compreensão a quem vai comprar entradas do UFC 198. “Pedimos compreensão a todos os nossos clientes. Estamos trabalhando para melhor atendê-los sempre”, afirma o post da empresa. Já o Livepass não se manifestou pelas mídias sociais.

Pelo Twitter, a organização do UFC também se manifestou. “Pedimos desculpas pela demora na venda de ingressos na livepass.com.br. Estamos lendo todos os comentários”, limitou-se a afirmar a organização na conta do UFC Brasil.

No Facebook do Livepass, torcedores reclamam do travamento do sistema de vendas. “Já comprei as passagens de avião e não consigo comprar os ingressos”, era um dos comentários de quem não conseguiu comprar bilhetes

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]