Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Volante Carlos Dias foi o entrevistado do dia no Paraná
Volante Carlos Dias foi o entrevistado do dia no Paraná| Foto: Albari Rosa/Foto Digital/Gazeta do Povo

Em meio à difícil situação financeira que vem desde a Série B do ano passado, o Paraná está encarando o próximo jogo na Copa do Brasil como essencial para garantir o ‘prato de comida’ dos profissionais do clube.

Mesmo com duelos do Estadual antes da próxima fase da Copa do Brasil, o R$1,5 milhão que o time pode ganhar caso passe para a terceira fase do mata-mata nacional é uma esperança de manter a crise controlada. A data do confronto contra o Bahia de Feira-BA ainda não foi confirmada, mas deve ser dia 26/02.

O volante Carlos Dias explicou, em entrevista coletiva nesta terça-feira (11), no Ninho da Gralha, o quanto o elenco se empenhou na vitória por 2x0 em cima do Palmas, na última quarta-feira (05), justamente pela questão financeira que estava em jogo. O triunfo garantiu R$ 1,19 milhão aos cofres do clube.

“Encaramos o jogo contra o Palmas como uma forma de buscar nosso 'prato de comida'. Sabíamos que era um dinheiro muito importante para o clube”, confessou.

O jogador também deixou claro que essa mesma vontade será vista em campo diante do Operário, pelo Estadual. O Tricolor encara o Fantasma neste domingo (16), na Vila Capanema, pela sétima rodada da competição.

“No Paranaense, estamos trabalhando duro para que já no próximo jogo venha a primeira vitória em casa”, declarou.
O jogador de 20 anos disse ainda que todo o elenco está com ‘fome’ de muitas conquistas em 2020 e que para isso vão buscar resultados expressivos para o time.

“O próximo jogo (da Copa do Brasil) será a mesma coisa, teremos muita vontade. Sempre buscaremos coisas maiores: chegar à final do Paranaense, o mais longe possível na Copa do Brasil e conquistar o acesso à Série A”, arrematou.

1 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]