Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Alex Brasil explicou situação do zagueiro Fabrício
Alex Brasil explicou situação do zagueiro Fabrício| Foto: Hamilton Bruschz/Tribuna do Paraná

O diretor de futebol do Paraná, Alex Brasil, explicou a situação do zagueiro Fabrício e culpou a “máfia mexicana” pelos imbróglios na liberação do atleta. O atleta está em Curitiba para assinar com o Tricolor desde agosto, mas um problema na rescisão com o Veracruz-MEX ainda impede que ele atue.

“A FIFA está cobrando a Federação Mexicana, mas até agora eles não se manifestaram. O futebol mexicano é um futebol muito rico e existe ainda a máfia mexicana, isso é notório, todos nós sabemos. É apenas eles bateram o dedo no botão e darem a liberação do atleta, mas eles vão enrolar até a última instância”, reclamou em entrevista à Rádio Banda B.

Fabrício assinou contrato de dois anos com o clube mexicano, mas cumpriu apenas seis meses por conta de salários atrasados. O Veracruz teria solicitado um acordo, mas o zagueiro não aceitou.

O imbróglio entre as partes segue nas mãos de advogados e da FIFA, que já notificou a Federação Mexicana para que o documento de transferência seja enviado ao Paraná. O prazo para inscrição de novos atletas na Série B é até dia 7 de outubro, próxima segunda-feira.

Alex Brasil afirmou que, apesar da situação, Fabrício está integrado ao elenco e treinando no clube. “Ele tem sido extremamente profissional, tem ajudado bastante internamente, mesmo não atuando. Estou muito contente com este grupo de atletas”, completou Brasil.

No próximo sábado (5), o Paraná encara o Coritiba no clássico às 16h30, na Vila Capanema, pela 26.ª rodada.

Leia Também:

Próximos jogos do Paraná

  • Paraná x Coritiba - 05/10, às 16h30
  • Operário x Paraná - 08/10, às 19h15
  • Bragantino x Paraná - 12/10, às 16h30
  • Paraná x Brasil de Pelotas - 15/10, às 19h15
Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]