Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

PUBLICIDADE

Paranaense

Paulo Comelli pede demissão e deixa comando técnico do Paraná Clube

Treinador não aguenta a pressão e pede para sair. Diretoria prometia reunião para decidir futuro do treinador, mas acabou aceitando sua vontade

  • Eduardo Luiz Klisiewicz
  • Atualizado em às
Comelli não resistiu à pressão e pediu demissão |
Comelli não resistiu à pressão e pediu demissão
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

Diante da fraca campanha do Paraná Clube no Campeonato Paranaense, o técnico Paulo Comelli pediu demissão neste domingo (8). A pressão vinha aumentando a cada dia e a derrota para o Nacional por 2 a 0, em Rolândia, tornou insustentável a permanência do treinador. A diretoria aceitou o pedido do treinador e o tricolor passa a procurar um novo comandante.

Sobre sua decisão, Comelli comentou. “Acho que futebol é resultado. Infelizmente os resultados não vieram. A diretoria segurou até um ponto, mas não dá mais. Não adianta criar como temos criado, mas não fazer os gols. No campeonato todo estamos assim. Era a hora de tomar uma decisão”.

Para o vice-presidente Márcio Vilela, aceitar a demissão era a única saída. “A situação era insustentável. Tínhamos uma expectativa de rendimento maior nesses jogos, com jogadores superando as adversidades. Conversamos com ele, que fez um trabalho muito bom ano passado, mas esse ano, infelizmente os resultados não vieram e vamos ter que mudar”, disse, à rádio Banda B.

Mesmo sem conhecer seu substituto, Comelli deseja sorte para quem vier a assumir seu cargo. “Quem sabe venha outro treinador e, com o mesmo grupo, com jogadores rendendo mais que têm rendido, obtenha resultados melhores”.

Segundo Vilela, o clube tem vários nomes agendados. “Vamos começar a tratar disso agora. Com serenidade, tranqüilidade, para trazer alguém que reforce nosso grupo”. Questionado se Zetti, que treinou o tricolor em 2007, seria uma opção, Vilela confirmou. “Existem vários nomes, não só o Zetti”. Também em entrevista à Banda B, o treinador (atualmente desempregado), disse estar prestes a acertar com o Ituano. “Tenho uma conversa amanhã e um acordo verbal com eles”.

Apesar de a última impressão deixada ter sido péssima, foi Paulo Comelli quem salvou o tricolor curitibano de um vexatório rebaixamento para a Série C do Brasileirão em 2008. Para este ano, o treinador teve "carta branca" para montar o elenco paranista. Embora com restrições orçamentárias, ele trouxe alguns jogadores de confiança, que não corresponderam às expectativas da torcida.

E aí torcedor paranista: Quem você acha que deve assumir o tricolor? Participe!

8 recomendações para você

deixe sua opinião

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE