Com o Beira-Rio recebendo a decisão do Gaúcho, FPFA espera fazer o Paraná Bowl na Arena da Baixada. | BRUNNO COVELLO/Gazeta do Povo
Com o Beira-Rio recebendo a decisão do Gaúcho, FPFA espera fazer o Paraná Bowl na Arena da Baixada.| Foto: BRUNNO COVELLO/Gazeta do Povo

A Federação Paranaense de Futebol Americano (FPFA) tenta levar a final do Campeonato Paranaense, o Paraná Bowl, na Arena da Baixada, depois que o Internacional liberou o Beira-Rio para a decisão do Campeonato Gaúcho.

Segundo o presidente da FPFA, Nilo Tavares, a meta é trazer a final para Curitiba, já que as últimas três edições foram no estádio do Fanático, em Campo Largo. Além da maior proximidade com o público, a ideia é aproveitar a publicidade que uma possível final no estádio do Atlético traria para o esporte.

“O Inter está abrindo uma lacuna. Quando têm alguém com uma cabeça mais aberta, a situação de abrir para um público diferente do futebol pode trazer benefícios para todos”, afirma Tavares, em referência ao propósito multiuso do estádio rubro-negro, que já recebeu shows como o do cantor britânico Rod Stewart, e receberá a edição 198 do UFC em maio.

O presidente da FPFA tem tentado acordos para viabilizar o Paraná Bowl em um grande estádio de Curitiba. Tavares, inclusive, chegou a abrir negociações com o Atlético em anos anteriores. O problema de conflito de datas com o futebol e o fator financeiro acabaram interrompendo os negócios anteriores com o Furacão.

A federação já havia feito um acordo com o Paraná, para realizar o jogo na Vila Olímpica do Boqueirão em 2015, mas o acordo acabou barrado pela falta de liberação do estádio pelo Corpo de Bombeiros.

O dirigente evita falar em valores, mas vê a iniciativa gaúcha, que terá os custos e os lucros divididos entre a federação local e o clube, como uma forma de realizar as partidas. Mas admite dificuldade. “Tem a questão de ter pouco dinheiro envolvido, o que não ajuda”, revela.

Além do Beira-Rio, outras arenas da Copa do Mundo de 2014 foram palco de grandes jogos de futebol americano. No Campeonato Brasileiro do ano passado, por exemplo, cerca de 14 mil torcedores foram à partida semifinal entre Cuiabá Arsenal e o Coritiba Crocodiles na Arena Pantanal, em Cuiabá. Esse é o recorde de público no Brasileiro da modalidade. Tirando as partidas da Copa, esse também é o segundo maior público da história do estádio. O recorde de público na Arena Pantanal é o clássico carioca entre Vasco e Flamengo, em julho de 2015, pelo Brasileiro, com 16 mil pessoas.

A Arena Pernambuco, em Recife, também construída para o Mundial de 2014, foi outro estádio a receber uma semifinal do nacional de futebol americano. João Pessoa Espectros e Recife Mariners jogaram no local, para pouco mais de 7 mil espectadores, em novembro de 2014.

Couto Pereira

O Estádio Couto Pereira, do Coritiba, já recebeu três vezes partidas de futebol americano. A primeira foi a decisão do Brasileiro de 2011. O Brasil Bowl de cinco anos atrás, entre Coritiba Crocodiles e Fluminense Imperadores, atraiu cerca de 8 mil pessoas. Na segunda partida, o amistoso entre o Crocodiles e a seleção brasileira sub-19 de futebol americano em 2012 levou 4 mil pessoas ao Couto. A terceira foi novamente o Brasil Bowl, de 2014, quando mais de 6 mil pessoas estiveram no estádio.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]