Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

Campeão em Roland Garros, Marcelo Melo adiou o sonho de vencer também em Wimbledon. O brasileiro e o croata Ivan Dodig foram eliminados na chave de duplas masculina nesta terça-feira. E não foi o único representante do Brasil a se despedir nas quartas de final. Mais cedo, Bruno Soares e o austríaco Alexander Peya caíram em sets diretos. Se tivessem vencido, Soares e Melo se enfrentariam na semifinal.

Melo e Dodig, que formavam a dupla cabeça de chave número dois, foram derrotados pelo israelense Jonathan Erlich e o alemão Philipp Petzschner por 3 sets a 1, com parciais de 4/6, 6/2, 6/2 e 6/4. Soares e Peya caíram diante do local Jamie Murray, irmão de Andy Murray, e do australiano John Peers por 6/4, 7/6 (7/3) e 6/3.

Com estas derrotas, tanto Melo quanto Soares repetiram a campanha de 2014, quando foram eliminados nas quartas de final. Melo fora derrotado pelos irmãos Bob e Mike Bryan, enquanto Soares perdeu do canadense Vasek Pospisil e do norte-americano Jack Sock, que viriam a conquistar com o título.

Melo buscava repetir a campanha de 2013, quando foi finalista. Soares iguala seu melhor resultado em Wimbledon, obtido também em 2014 e 2009. A derrota deve tirar Melo e Dodig da liderança do ranking da temporada. Soares, por sua vez, perdeu boa chance de se aproximar do Top 8, que garante vaga no ATP Finals – reúne as oito melhores duplas da temporada no fim do ano, em Londres. Soares e Peya ocupam o 11º posto do ranking do ano.

As quedas dos brasileiros definiram uma das semifinais de Wimbledon. Jonathan Erlich e Philipp Petzschner vão enfrentar Jamie Murray e John Peers. O outro confronto terá o holandês Jean-Julien Rojer e o romeno Horia Tecau. Eles vão enfrentar os vencedores do confronto entre os irmãos Bryan e a dupla formada pelo indiano Rohan Bopanna e o romeno Florin Mergea.

Eliminado nas duplas masculinas, Soares ainda disputa as duplas mistas ao lado da indiana Sania Mirza. Eles entram em quadra ainda nesta terça-feira, pela terceira rodada.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]