Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Djokovic com peruga de Guga em comercial gravado por ambos antes do primeiro título do sérvio em Roland Garros. | Twitter @gugakuerten/
Djokovic com peruga de Guga em comercial gravado por ambos antes do primeiro título do sérvio em Roland Garros.| Foto: Twitter @gugakuerten/

Gustavo Kuerten deu sorte na primeira conquista de Novak Djokovic em Roland Garros neste domingo (5). Antes da vitória sobre o escocês Andy Murray de virada por 3 sets a 1 (parciais de 3/6, 6/1 e 6/4), o número 1 do mundo gravou um comercial com o brasileiro tricampeão do Grand Slam francês. Após a conquista, o sérvio desenhou um coração na quadra e deitou no meio dele, assim como Guga fez em 2001, na campanha do último título.

Djokovic imita Guga com o coração na quadra após conquista do Roland GarrosTHOMAS SAMSON/AFP

“Sinto algo que nunca tinha sentido antes em Roland Garros, o amor do público. Quero agradecer o Guga, que me deu permissão para assinar a quadra com o coração. Meu coração estará sempre com vocês nessa quadra”, disse em francês Djokovic na entrevista após o jogo, acenando para o catarinense que foi às lágrimas na arquibancada .

Para promover a edição de 2016 de Roland Garros, a Associação dos Tenistas Profissionais (ATP) lançou antes da disputa um comercial em que Guga dá a receita para Djoko conquistar o torneio. No comercial, o sérvio pergunta qual o segredo para vencer em Paris. No que o brasileiro responde: “A força está nos cabelos”. Na sequência, Guga dá para o sérvio uma peruca que imita seu cabelo.

“Deu certo! Parabéns pelo primeiro Roland Garros”, postou o brasileiro neste domingo junto com o vídeo em sua conta no Twitter. “Você ficou elegante com o novo corte de cabelo”, prosseguiu Guga. “Elegante e determinado. #GugaHairsStyle! Obrigado!”, respondeu Djoko, com hashtag que em português significa “cabelo estilo Guga”.

Depois de amargar três vice-campeonatos, Djokovic enfim conseguiu triunfar no único grande título que faltava na carreira.

Muito emocionado depois de tirar um enorme peso nas costas, Djoko cumpriu a promessa e desenhou um coração no saibro da quadra Philippe Chatrier, imitando o gesto de Gustavo Kuerten, quando o brasileiro conquistou o tricampeonato, em 2001.

História

Com o título parisiense, o número um do mundo venceu os quatro Grand Slams em sequência, feito alcançado apenas pelo lendário Rod Laver na era aberta, quando o australiano ganhou todos no mesmo ano, em 1969.

No caso de Djoko, Wimbledon e US Open foram conquistados em 2015 e o Aberto da Austrália em janeiro deste ano. Ele se tornou o 11º

da história a completar a dobradinha Melbourne-Paris, o primeiro em 24 anos, desde o americano Jim Courier.

“É o seu dia, é incrível o que você fez, ganhar os quatro em 12 meses. É sempre ruim perder uma final, mas estou orgulhoso por fazer parte desse dia histórico”, elogiou Murray.

No total, o sérvio soma 12 títulos em Grand Slams, o mesmo total de Roy Emerson, dois a menos que Nadal e Pete Sampras, cinco atrás do recordista absoluto Roger Federer.

Agora, já está no meio caminho para imitar a temporada perfeita de Laver. O próximo desafio será Wimbledon, que começa daqui a três semanas, mas também existe a possibilidade de fechar o Golden Slam, como a alemã Steffi Graf em 1998, se conquistar a medalha de ouro nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em agosto.

Vídeo de Guga dando dicas a Djokovic de como vencer em Paris:

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]