Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Socorristas atendem Luis Salom e o encaminham para a ambulância, na Espanha: acidente fatal. | Josep Lago/AFP
Socorristas atendem Luis Salom e o encaminham para a ambulância, na Espanha: acidente fatal.| Foto: Josep Lago/AFP

O piloto espanhol de Moto2 Luis Salom morreu aos 24 anos nesta sexta-feira, depois de sofrer um grave acidente nos treinos livres do Grande Prêmio da Catalunha, informaram os organizadores.

Salom caiu na curva 12 do circuito de Montmeló e permaneceu deitado na pista, ao lado da moto, antes de ser transferido para o hospital, onde “entrou em cirurgia, mas, apesar dos esforços da equipe médica, faleceu, às 16h55 (11h55 de Brasília)”.

Por ironia do destino, o piloto foi morto pela própria moto. Na queda, o espanhol escorregou na pista, no rastro da sua Kalex, que bateu em cima do muro de proteção inflável, mas voltou para cima de seu corpo causando lesões fatais na coluna.

MUDANÇAS: acidente leva organizadores a alterar o traçado da corrida do fim de semana

Um helicóptero chegou a pousar na pista, mas o piloto da SAG Team foi evacuado de ambulância. “Devido às complicações e à severidade do seu estado, foi tomada a decisão de levá-lo pela estrada” ao Hospital Geral da Catalunha.

Choques de pilotos com outro concorrentes ou com a própria moto são as principais causas de mortes na modalidade. Salom sofreu o acidente quando faltavam 25 minutos para o final dos treinos livres da Moto2. A direção de corrida exibiu a bandeira vermelha e decidiu suspender totalmente a sessão.

Perfil

Luis Salom, em foto de arquivo: oitava temporada como piloto de motovelocidade.Toshifumi Kitamura/AFP

O espanhol, que disputava sua oitava temporada como piloto de motovelocidade, venceu nove corridas na sua carreira. Foi vice-campeão de Moto3 em 2012 ficou em terceiro no ano seguinte.

Natural de Palma de Mallorca, ele ocupava a décima colocação do campeonato atual de GP2, categoria para a qual subiu em 2014. Foi o oitavo colocado nesse ano e 13º na temporada passada.

Talento precoce, a primeira vez em que subiu em uma moto foi aos dois anos de idade, competindo pela primeira vez aos oito.

A paixão foi transmitida pelo avô, que também foi piloto e tina uma loja de motos.

A última vítima fatal de um acidente numa competição de motovelocidade tinha sido o italiano Marco Simoncelli, que morreu durante o GP da Malásia, em 2011.

Muitas mortes ocorreram na motovelocidade até a década de 80, quando a situação melhorou com o fim das corridas em circuitos urbanos e a retirada das grades ditas “de segurança”.

No GP da Espanha de Fórmula 1, o trecho da curva 12 possui uma chicane para obrigar os competidores a desacelerar.

Mudanças

Sob o impacto do acidente fatal com Luis Salom, a MotoGP resolveu agir e, embora tenha descartado a possibilidade de cancelar o fim de semana da etapa da Catalunha, optou pela realização de modificações na configuração do traçado do circuito de Barcelona, adotando uma versão mais lenta.

De acordo com a MotoGP, a família de Salom, os pilotos, as equipes e a comissão de segurança decidiram por dar prosseguimento ao fim de semana de prova dela e das suas categorias de suporte, a Moto2 e a Moto3.

Na reunião com a Comissão de Segurança da MotoGP, que contou com as presenças dos pilotos Marc Márquez, Andrea Iannone, Pol Espargaró, Jack Miller, Bradley Smith, Alvaro Bautista, Aleix Espargaró, Andrea Dovizioso, Tito Rabat e Cal Crutchlow, ficou definido que será adotado no restante do fim de semana o layout utilizado na Fórmula 1.

Assim, a MotoGP abriu mão de curvas de alta velocidade, como a 12, na qual Salom sofreu o seu acidente fatal. Esse layout já foi utilizado em testes oficiais da categoria em 2014 e agora será mais uma vez usado, mas agora nos dois últimos dias de um fim de semana de corrida.

Para permitir que os pilotos se adaptem mais rapidamente ao novo traçado, a MotoGP decidiu ampliar o tempo dos treinos livres deste sábado da etapa da Catalunha, que antecederão a realização da sessão de classificação. A prova da principal categoria de motovelocidade do mundo continua agendada para as 9 horas (de Brasília) do domingo.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]