Zinho anunciou nesta quinta-feira (27) a sua saída do Flamengo, depois de exercer durante sete meses o cargo de diretor de futebol - seu contrato atual acaba na próxima segunda. Se quisesse continuar, ele teria uma redução de função e de salário em 2013. Mas não aceitou as novas condições impostas pelo clube e resolveu ir embora.

Com a contratação de Paulo Pelaipe, que será o novo diretor a tratar de contratações e assuntos mais importantes do futebol, Zinho teria função mais burocrática e também seria o responsável pelo diálogo entre a diretoria e a comissão técnica e os jogadores. Sua insatisfação principal, porém, foi com a redução de quase metade de seu salário de R$ 100 mil mensais.

Diante disso, Zinho se reuniu nesta quinta-feira com o novo vice-presidente de futebol do clube, Wallim Vasconcellos, e anunciou sua decisão rapidamente aos jornalistas. Mas o ex-jogador prometeu abordar mais detalhadamente a questão em uma entrevista coletiva que dará na manhã desta sexta, no CT Ninho do Urubu.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]