Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
“É possível comer comida boa sem alho e cebola”: as frases da semana
| Foto: Reprodução/ Twitter

"É possível comer comida boa sem alho e cebola" - Sandy, cantora, atualizando aquela famosa frase de Tim Maia. O Brasil agora também é o país onde apresentador de programa culinário (Sandy apresenta um no serviço de streaming HBO Max) não come nada temperado com alho e cebola. Onde é que está o STF quando a gente mais precisa dele?

"Existem pessoas boas no Centrão"

- Sergio Moro, ex-juiz, ex-ministro e aspirante a terceira via. Mas o que será que esse Centrão tem de tão especial que seduz assim os políticos, hein?

"Eu não uso Dom Casmurro para nada" - Tiago Leifert, apresentador. Nota-se.

"Lula vai estar na história um degrau acima de Getúlio Vargas" - Fernando Morais, escritor e biógrafo. Levando em conta que Lula é o fundo do poço, quem deveria reclamar da frase são os getulistas.

"Eu não sei como é que se fala 'anão' em inglês".

- Nikolas Ferreira, vereador, que pouco antes tinha usado os próprios e discutíveis dotes como angloparlante para "derrotar" um tal de Nando Moura num debate aparentemente importante para a Internet.

"Denunciamos Steve Bannon há anos" - Felipe Neto, influenciador, reclamando da demora da justiça norte-americana em prender o ex-conselheiro de Trump. Se ao menos a justiça norte-americana escutasse mais as denúncias de Felipe Neto...

“Covid não acaba com humanidade, mas o aquecimento global pode” - Yuval Harari, escritor. Não adianta, os malthusianos não conseguem esconder seus sonhos eugenistas e apocalípticos.

"Você pode ser Presidente da República, mas quem manda no PL sou eu"

- Valdemar da Costa Neto, político, em fase de cortejo entre Bolsonaro e o partido, e colocando o Presidente em seu devido lugar no tabuleiro eleitoral. Será que mesmo assim o casamento sai?

"Quando ouço falar em "esquerda democrática", tenho vontade de sacar um revólver" - Breno Altman, "jornalista" esquerdista e um tantinho assim totalitário.

"Blá, blá, blá"

- Greta Thunberg, ativista que não gosta muito de ir à escola, sobre os resultados da COP26. Dessa vez não dá para discordar dela.

"Em respeito aos cidadãos brasileiros, as concessionárias de serviços públicos de radiodifusão deveriam cobrir a viagem à Europa daquele que, a julgar pelas pesquisas que divulgam, será provavelmente o próximo presidente da República". - Fernando Haddad, poste, embriagado de amor por Lula e querendo bancar o ombudsman da imprensa.

"Vamos amadurecer e depois conversar" - Geraldo Alckmin, político, inacreditavelmente cogitando a sério formar uma chapa presidencial ao lado de Lula. Será que Aécio também formará uma chapa com Dilma?

"Lula não é de esquerda e fará governo pragmático"

- Delfim Neto, grão-vizir da economia brasileira, 93 anos, dando opinião errada desde a época da ditadura militar.

"Pessoas estão confundindo direito de ter sua opinião com falta de respeito" - Xuxa, apresentadora. Óin, ti fofa.

"Bom dia a todos, menos para a primeira-dama, porque eu já dei um bom dia muito especial para ela hoje" - Jair Bolsonaro, presidente, dando uma de Michael Scott, o chefe sincerão-sem-noção da série "The Office".

Memória

"Não preciso mais de pistoleiros. Agora eu quero deputados e senadores."

— Frase supostamente dita por "Big" Paul Castelano, chefe da família mafiosa Gambino, de Nova York, por mais de 20 anos.
Conteúdo editado por:Paulo Polzonoff Jr.
Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]