Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

Ninguém consegue viver sem acreditar em alguma coisa. Toda vez que decidimos fazer um trabalho de caridade, acordar cedo para ir à igreja e quando damos nosso voto a um político, mesmo que de forma inconsciente, estamos manifestando nossas crenças no que é bom ou mal, justo ou injusto. E a alguns desses sistemas de crença que buscam explicar e dar sentido ao mundo nós chamamos de religião.

E, embora eu não tenho conhecimento para falar por todas, pelo menos as principais religiões que nós conhecemos no Brasil têm um mito. Uma história que narra como o mundo foi criado, como ele se perdeu, como ele foi salvo e como ele vai acabar um dia.

Acontece que a palavra "mito", no Brasil, ganhou um outro significado. Para muita gente, ela é associada a uma pessoa. Especificamente, ao homem que hoje ocupa a cadeira da presidência da República. O leitor certamente conhece alguém que entende que Jair Bolsonaro é, literalmente, alguém enviado por Deus para salvar o Brasil do comunismo, uma peça-chave para a restauração de um país que já foi grande.

Por conta disso, a pergunta deste episódio é polêmica: dá para dizer que o bolsonarismo é uma religião civil? Para responder essa questão, convidamos o pastor Yago Martins, autor do livro "A religião do bolsonarismo", que está entre os mais vendidos da área na Amazon, e o Victor Gama, doutorando em Ciências da Religião pela PUC de Minas.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]