Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

O mundo moderno é complexo. Todos os dias, na internet, nos jornais, nas escolas, nas praças ou mesmo dentro de casa, estamos todos em uma constante conversa sobre como equilibrar liberdade e igualdade, quais são os nossos direitos e qual é a melhor forma de gerir não somente as nossas vidas, mas as dos outros.

Falamos em democracia, em tamanho do Estado, em liberalismo, socialismo, conservadorismo e todos esses "ismos" que tanto aparecem nos debates. E tudo isso são as dores e as delícias da modernidade.

Não é fácil definir quando ela começou e ela certamente não agrada todo mundo mas, gostemos ou não, somos todos parte dela. Para entender um pouco mais sobre esse tempo histórico que parece ter existido desde sempre e não ter data para acabar, e principalmente sobre como navegar entre os seus paradoxos, a jornalista Maria Clara Vieira conversa com o historiador Rodrigo Coppe, professor do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Religião da PUC Minas e Bernardo Lins Brandão, professor da Universidade Federal de Minas Gerais.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]