Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Sir Roger Scruton
Sir Roger Scruton, durante evento em Porto Alegre (RS)| Foto: Divulgação/Luiz Munhoz/Fronteiras do Pensamento

O filósofo e escritor inglês Roger Scruton morreu aos 75 anos de idade neste domingo (12). Ele lutava contra um câncer nos últimos 6 meses. A morte foi confirmada pela família através de um comunicado divulgado no próprio site do filósofo que deixa a mulher Sophie e dois filhos, Sam e Lucy.

Scruton era um dos filósofos conservadores mais importantes da atualidade. Recentemente se tornou uma espécie de mentor da nova direita no Brasil.

Formado pela Universidade de Cambridge em 1965, Scruton ajudou a montar uma rede de intelectuais dissidentes de regimes comunistas do Leste Europeu nos anos 1970 e 1980. Ao longo de sua carreira ocupou cargos em universidades dos EUA e do Reino Unido e publicou cerca de 50 livros sobre moral, política e estética, com especial atenção à música e arquitetura. Entre os títulos publicados no Brasil estão "O que É Conservadorismo" (É Realizações), "Como Ser um Conservador", "A Alma do Mundo" e "Tolos, Fraudes e Militantes" (Record).

Ainda em 2019, poucas semanas após assumir a presidência, em fevereiro, Jair Bolsonaro divulgou em seu Twitter uma mensagem do britânico, "palavras de incentivo", segundo o presidente, aos conversadores do Brasil.

Neste domingo, após a divulgação das informações sobre a morte de Roger Scruton, diversos perfis públicos utilizaram as redes sociais para se manifestar. Confira algumas das reações:

20 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]