i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Música

Por que Alanis resolveu cantar sobre a família tradicional?

  • PorGabriel Castro, especial para a Gazeta do Povo
  • 20/10/2020 15:22
Alanis Morissette
Alanis Morissette: sua mais nova música de trabalho, “Ablaze”, é uma espécie de carta da artista aos filhos| Foto: BigStock

A canadense Alanis Morissette teve uma das estreias mais explosivas da música: seu primeiro álbum, Jagged Little Pill, está até hoje entre os 15 discos mais vendidos da história. Com melodias marcantes cantadas em uma voz poderosa, o disco trazia uma qualidade musical única e, ao mesmo tempo, um retrato sem retoques de uma jovem desbocada e rebelde. Vinte e cinco anos depois, muita coisa mudou, menos a qualidade musical. Que bom.

Aos 46 anos de idade, Alanis amadureceu. A maior prova disso é a sua mais nova música de trabalho da cantora, “Ablaze”. A canção é uma espécie de carta da artista aos filhos, dois garotos e uma garota entre um e dez anos de idade. Ao seu modo, a cantora fala sobre a importância dos laços familiares. “Esse cordão é inquebrantável. Essa ligação, mais do que irremovível”, diz ela, em um trecho da letra.

Ao se dirigir aos filhos, a artista se dispõe a ensinar algumas coisas sobre a vida: uma delas é que o mundo não é cor-de-rosa: existe conflito e divisão entre as pessoas. Mas, mais importante de tudo, a família é uma referência de estabilidade em um mundo onde tudo o mais é transitório: “A primeira coisa que você vai notar é que tudo é temporário. A próxima coisa que você vai notar é que nós sempre seremos uma família”, diz a música.

A letra até mesmo reafirma o que hoje se convencionou chamar de “estereótipo de gênero”, mas na verdade é a simples constatação das diferenças naturais entre meninos e meninas. Quando se dirige aos filho, ela descreve “toda essa energia tão selvagem” e fala em “um guerreiro gentil”. Quando se dirige à garota, ela fala em “inocência” e promete que o “ninho” do lar sempre vai estar lá. Para as três crianças, Alanis faz uma promessa que dá nome à música: “Minha missão é manter a luz nos seus olhos acessa”.

No videoclipe oficial da música, a rebeldia da jovem Alanis também desaparece. A cantora se mostra em meio a sua família tradicional: um casamento de dez anos, pais atenciosos e crianças brincando em meio a uma sala com brinquedos espalhados ou em um pula-pula no quintal.

O amadurecimento, aliás, não foi só de Alanis Morissette..

Bon Jovi, que acaba de estrear seu álbum 2020, lançou uma canção singela sobre o amor paterno e materno: “Story of Love” conta, do começo ao fim, a bela relação entre pais e filhos. Talvez a parte mais tocante (e descontando o fato de que John Bon Jovi não é William Shakespeare), sejam os versos finais, quando o ciclo da vida se inverte e os filhos precisam cuidar dos pais:

“Agora eles estão envelhecendo e você não é tão jovem
Então você cuida deles como suas filhas e filhos
Você pode pedir perdão, eles podem fazer o mesmo
Esqueça toda a angústia, a mágoa, a dor”.

Alanis Morissette e Bon Jovi não se converteram a uma igreja pentecostal nem pretendem se filiar ao Partido Republicano. Apenas constataram uma verdade óbvia, mas com frequência ofuscada pelas luzes do dinheiro, da fama e do sexo fácil, hoje onipresentes no mundo do entretenimento: a família é o começo e o fim de tudo.

1 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 1 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.

  • S

    Saber é poder

    ± 0 minutos

    Sou mais a Erika Natyelle. Essa sim é grande exemplo musical e de vida!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso