Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

PUBLICIDADE

Série Vizinhos do verde

Desenvolvimento aliado à urbanização

Área próxima ao Parque Tanguá tem sobrados novos, usados e em construção à venda

  • Daliane Nogueira
Veja mais informações sobre o  Parque Tanguá |
Veja mais informações sobre o Parque Tanguá
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

Desenvolvimento aliado à urbanização

O desenvolvimento imobiliário do entorno do Parque Tanguá se observa no nú­­­mero de construções, es­­­pecialmente de pequenos condomínios de sobrados de médio e alto padrão existentes na região, que engloba os bairros Pilarzinho, Ta­­­­boão e parte do Abranches. O responsável pelo Depar­­­ta­­­mento de Parques e Praças da Se­­­cretaria Municipal de Meio Ambiente (SMMA), Sérgio Galante Tocchio, diz que os investimentos em infraestrutura urbana colaboram para atrair investimentos imobiliários. O vice-presidente de Co­­­­municação, Eventos e Mar­­­keting Imobiliário do Sindicato da Habitação e Condomínios do Paraná (Secovi-PR), Jean Michel Galeano, concorda. “Todos os bairros de Curitiba que têm grandes parques, experimentam uma valorização imobiliária importante”, comenta.

O diretor da Planej Engenharia e Construções, Lauro Fernandes Luiz Neto, acompanhou a tendência e está construindo o segundo condomínio de sobrados na Rua Eugênio Flor, que dá acesso ao parque. “Vendemos seis unidades antes da conclusão e nos motivamos a comprar outro terreno e construir mais. Notamos que as pessoas procuram por qualidade de vida e o parque é um fator importante na hora da compra”, afirma Neto, que também é o responsável pela venda das unidades.

Dos cinco tríplex em construção, dois estão à venda. Os imóveis têm 126 metros quadrados de área útil, três dormitórios e custam R$ 279 mil. A previsão de en­­­trega é para novembro de 2010. “Em dois anos os imóveis valorizaram pelo menos 25% nessa região, principalmente os sobrados, tipo de imóvel residencial mais procurado”, afirma.

Essa percepção é confirmada por pesquisa do Secovi-PR. Ga­­leano diz que o Pilarzinho desponta como um dos bairros com o maior número de sobrados na ca­­pital. “A média de valor na região fica entre R$ 1.500 e R$ 1.600 o metro quadrado. Mas há outros tipos de mercado, como o de residências com quatro dormitórios, que têm preço médio de R$ 1.930 o metro quadrado”, aponta.

Além dos tríplex, a reportagem da Gazeta do Povo localizou outros cinco sobrados novos e usados à venda. Em um condomínio no número 1.058 da Rua Eugênio Flor, há uma unidade à venda de frente para rua. A JBA Imóveis pede R$ 235 mil pelo imóvel de 130 metros quadrados.

A aproximadamente 200 metros do parque, no número 235 da Rua Cecília Mikosz, a Apolar Imóveis vende um sobrado com 120 metros quadrados e três quartos, por R$ 248 mil. No condomínio ao lado, há um sobrado com características parecidas, 103 metros quadrados e três quartos, negociado pela imobiliária Galvão por R$ 210 mil.

Na esquina com a Rua Desem­­­bargador José Carlos Ribei­­­ro Ribas, a MGil Imóveis vende dois sobrados em condomínio, um deles com 147 metros quadrados, por R$ 298 mil, e o outro com 176 me­­­­tros quadrados, por R$ 348 mil.

A reportagem localizou ainda dois terrenos de frente para o parque, nas ruas Frei Bernadino Tomat e Pedro Romildo Dall Stella, ambos negociados pela Estilo Imobiliário. O primeiro tem 2.009 metros quadrados e fica próximo ao mirante. A outra opção está localizada próximo à cachoeira e tem 2.012 metros quadrados. O preço de cada terreno é R$ 220 mil.

Próximo domingo parque são lourenço

8 recomendações para você

deixe sua opinião

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE